Nuggets atropelam Blazers e ficam a uma vitória da final do Oeste

São Paulo, SP

08-05-2019 08:52:10

O Denver Nuggets conquistou um importante resultado a vencer o Portland Trail Blazers por 124 a 98, no Pepsi Center, no jogo 5 da semifinal da Conferência Oeste da NBA, na última terça-feira. E não só isso: parecia que os comandados de Malone estavam de terno ao dominarem o adversário do início ao fim, com belas jogadas de infiltração com Murray, fazendo 3 a 2 na série.

Os destaques positivos da partida ficaram por conta de Nikola Jokic, com 25 pontos, 19 rebotes e seis assistências; Paul Millsap, com 24 pontos, oito rebotes e duas assistências (mais uma roubada e dois tocos); Jamal Murray, com 18 pontos, cinco rebotes e nove assistências, e Gary Harris, com 16 pontos, seis rebotes, duas assistências e duas roubadas.

Já os negativos ficaram por conta dos Blazers, que fizeram sua pior atuação na série, com baixos índices de conversão em suas bolas de três pontos e com perda em dois quesitos importantes: rebotes (62 a 44) e garrafão (66 a 44). Ainda assim, Damian Lillard foi o que mais tentou (22 pontos, seis rebotes e quatro assistências), ajudado por Zach Collins (14 pontos, três rebotes e uma assistência) e Rodney Hood (14 pontos, quatro rebotes e uma assistência). McCollum marcou 12 pontos, pegou quatro rebotes e deu três assistências também.

Os times voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, às 23h30 (de Brasília), no Moda Center. Caso vençam novamente, os Nuggets avançam à final do Oeste.

Jamal Murray e companhia mantiveram a diferença contra o adversário na casa dos 20 pontos durante praticamente toda a partida (Foto: Bart Young/AFP)

O jogo - O Denver Nuggets se impôs logo nos primeiros minutos, abrindo 7 a 0, principalmente sob a chancela do experiente Paul Millsap. Ainda que abaixo do esperado, Lillard, do outro lado, tentava aparecer e comandava o ataque dos Blazers. Porém, o quarteto fantástico formado por Jokic, Millsap, Harris e Craig iam bem ofensivamente e, no fim do período, os Nuggets venciam por 31 a 25.

No segundo quarto, sem Lillard em campo, o Denver aproveitou e seguiu domingo o duelo, abrindo vantagens importantes no placar. Se por um lado o ataque funcionava, a defesa também fazia seu trabalho, não permitindo que o Portland chegasse com eficiência, principalmente nas bolas de três de Lillard. O resultado disso foi a ida para o intervalo com uma confortável vantagem: 65 a 47, 18 pontos de diferença.

No retorno, o abatimento era visível diante da noite de gala dos donos da casa, que conseguiram manter durante toda a partida uma boa vantagem no placar. Aliado ao poderia ofensivo dos Nuggets, o Portland também não se ajudava e não tinha bom aproveitamento dos arremessos. O terceiro quarto acabou com uma diferença ainda maior, 93 a 65 (28 pontos).

No último quarto, apenas a cartada final de algo que já estava iminente. Poucos titulares permaneceram em quadra por mais da metade do tempo e a vantagem foi mantida, visto que o placar terminou em 124 a 98, ou seja, com 26 pontos de diferença.

Deixe seu comentário