Janeth Arcain entra no Hall da Fama do Basquete

São Paulo, SP

30-08-2019 10:05:59

Janeth Arcain entrou oficialmente para o Hall da Fama do Basquete nesta sexta-feira em Pequim, na China, durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo masculina da modalidade. A ex-jogadora, campeã mundial e duas vezes medalhista olímpica com a seleção se juntou a outros brasileiros que integravam esse seleto grupo.

Os outros nomes são Hortência, Magic Paula, Amaury Pasos, Ubiratan e Oscar Schimidt. Ele, inclusive, esteve presente e discursou para os presentes no evento, que indicou, além de Janeth, outros dez nomes para a homenagem.

Janeth recebeu a indicação para integrar a Classe de 2019 do Hall da Fama da Federação Internacional de Basquete no fim de março. Além dela, foram indicados Margo Dydek (Polônia), Atanas Golomeev (Bulgária), Alonzo Mourning (EUA), Fabricio Oberto (Argentina), Jose "Piculin" Ortiz (Porto Rico), Mohsen Medhat Warda (Egito) e Jiri Zidek (República Tcheca). Entre os técnicos, foram indicados Natalia Hejkova (Eslováquia), Bogdan Tanjevic (Montenegro) e Mou Zuoyun (China).

A ex-atleta se aposentou em 2007, quando ajudou a seleção feminina a conquistar a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos do Rio. Agora aos 50 anos, ela vê toda uma carreira de façanhas sendo recompensada com essa honraria após 24 anos de carreira.

Ela conquistou o ouro no Pan de Havana, em 1991, o ouro no Mundial da Austrália, em 1994, prata na Olimpíada de Atlanta, em 1996, e bronze na de Sidney, em 2000. Como se não bastasse, ela conquistou títulos importantes na liga norte-americana feminina, a WNBA, pelo Houston Comets e é até hoje a estrangeira que possui anéis de campeã do torneio. Pela seleção, ela é a terceira maior cestinha, com 2.247 pontos.

Atualmente, Janeth Arcain tem comandado um instituto que leva seu nome, criado em 2002, que auxilia no desenvolvimento de crianças e jovens por meio do esporte, com base em Santo André, São Paulo, mas espalhado em outras quatro cidades pelo Brasil.

Deixe seu comentário