Basquete

Celtics e Cavaliers oficializam troca envolvendo Isaiah Thomas e Kyrie Irving

São Paulo , SP
31/08/2017 11:46:43 — 31/08/2017 15:25:39

Em: Basquete
O armador Isaiah Thomas e o ala Joe Crowder atuarão pelo Cleveland Cavaliers na próxima temporada (Foto:Divulgação)

Uma das negociações mais importantes dos esportes americanos, a troca do Boston Celtics e do Cleveland Cavaliers envolvendo Isaiah Thomas e Kyrie Irving finalmente foi oficializada. O acordo poderia ser desfeito devido a uma lesão no quadril do armador dos Celtics, mas após uma série de exames médicos, foi constatado que a dificuldade física do atleta não era nada grave, o que possibilitou o acerto entre as duas franquias.

Com isso, os Celtics receberão o armador Kyrie Irving e, em troca, os Cavaliers terão o também armador Isaiah Thomas, o ala Jae Crowder, o pivô Ante Zizic, além da escolha de primeira rodada do Brooklyn Nets de 2018 e a escolha de segunda rodada do Miami Heat, de 2020.

Destaque do time de Boston na última temporada, Thomas terá um contrato que durará até a temporada 2017/2018 e, apesar do pouco tempo, o armador deverá receber em Cleveland bem mais do que os seis milhões de dólares que irá receber pelas atuações do último ano.

Na temporada passada, Celtics e Cavaliers rivalizaram desde o começo do campeonato, e como esperado, chegaram até as finais da Conferência Leste. Com atuações de gala de Lebron James e do próprio Kyrie Irving, os “Cavs” venceram a série por 4 a 1 e chegaram pela terceira vez consecutiva às finais da NBA (quarta na história da franquia).

A tendência é que na próxima temporada as duas franquias protagonizem, novamente, um confronto nos playoffs. Com Thomas e Crowder, os Cavaliers ganham mais experiência e qualidade nos momentos decisivos, tirando um pouco o peso das costas de Lebron James. Já no lado dos Celtics, Irving tem tudo para ser o “Franchise Player” (definição dada ao atleta que é o principal jogador da equipe por anos), e com bons nomes no elenco como o pivô Al Horford e o ala Gordon Hayward, pode levar o time de Boston novamente às finais, algo que não acontece desde a edição 2009/2010.