Depois de recorde sul-americano, Rosângela é 7º na final

São Paulo, SP

06-08-2017 19:47:46

Após quebrar recorde brasileiro e sul-americano nos 100m, com marca de 10s91, e se sagrar a primeira mulher brasileira a chegar à final da prova em um Mundial, Rosêngela Santos ficou com a sétima colocação na disputa do Mundial de Londres, realizado neste domingo, na Inglaterra.

Na luta por medalha, Rosângela fez o percurso em 11s01. Ela não teve boa largada, mas correu com força até os 70m.

A norte-americana Tori Bowie subiu no lugar mais alto do pódio fazendo 10s85 —melhor marca pessoal na temporada. Marie-Joseé Ta-Lou, da Costa do Marfim, ficou com a segunda colocação (10s86) e foi seguida por Dafne Schipper, da Holanda — 10s96.

Na semifinal, neste domingo, o recorde foi conquistado na segunda das três baterias. Rosângela ficou atrás da jamaicana Elaine Thompson, dona da marca de 10s84. Ela também se tornou a primeira mulher do Brasil a quebrar a barreira dos 11 segundos.

O melhor tempo brasileiro anterior pertencia a Ana Claudia Lemos, que fez 11s01, em 2015. O sul-americano, por sua vez, pertencia à equatoriana Angela Tenorio, com 10s99, conquistado no Pan de Toronto 2015.

Rosângela ainda não se despede das pistas inglesas. Ela tem índice para correr os 200m e é peça importante no revezamento 4x100m feminino do Brasil, com prova eliminatória no próximo sábado.

Além dela, outros brasileiros também defenderam o verde e amarelo, neste domingo. Laila Ferrer fez 60,54m no lançamento de dardo e foi a 18ª colocada no ranking geral. Na semifinal dos 110m com barreiras, Éder Souza marcou 13s70 e foi o sexto de sua bateria, mas não conseguiu classificação para a final.

Nos 800m, Thiago André ficou com a quarta colocação de sua bateria, marcando 1min45s83, na semi. Na decisão por medalha, ficou com a última colocação, fazendo 1min44s81. Nos 800m do heptatlon, Tamara de Sousa fez 2min34s03 e Vanessa Chefer não concluiu a disputa.

Deixe seu comentário