"As expectativas são as melhores", diz Erica Sena sobre estreia no Mundial de Marcha Atlética - Gazeta Esportiva
"As expectativas são as melhores", diz Erica Sena sobre estreia no Mundial de Marcha Atlética

"As expectativas são as melhores", diz Erica Sena sobre estreia no Mundial de Marcha Atlética

Gazeta Esportiva

Por Redação

18/04/2024 às 21:58 • Atualizado: 18/04/2024 às 22:00

São Paulo, SP

A pernambucana Érica Sena, recordista brasileira dos 20 km na marcha atlética e já qualificada para os Jogos Olímpicos de Paris-2024, fará sua estreia na temporada em busca de um bom resultado no Mundial por Equipes de Antalya, na Turquia, neste domingo. A competição serve como uma chance de qualificação olímpica aos atletas brasileiros (seis no feminino e oito no masculino).

A prova feminina contará com a presença da bicampeã mundial peruana Kimberly Garcia, e das duas campeãs da última edição deste evento em Mascate em 2022 – Ma Zhenxia (CHI) e Glenda Morejon (EQU). 

"As expectativas são as melhores possíveis. Eu quero tentar fazer uma boa prova no Mundial, um bom resultado nos 20 km. No começo da temporada, quando ia competir em Dundice (Eslováquia), eu tive uma virose e não pude competir. Demorei um pouco para me recuperar, mas depois vim para Portugal e consegui fazer uns treinos bem legais aqui, estou muito motivada para essa competição, espero que saia um bom resultado", disse Érica.

A atleta também falou sobre sua preparação para os Jogos de Paris. O atletismo será disputado de 1 a 11 de agosto.

"Falta pouco, mas minha preparação está indo muito bem e estou muito motivada para competir na minha terceira olimpíada", disse Érica, que tem o apoio do equatoriano Andrés Chocho, seu treinador e marido, e do filho Kylian, que vai fazer dois anos. Ambos seguem com ela para Antalya.

"Ele veio comigo, está aqui em Portugal com a gente, vai para o Mundial com a gente, está aqui ajudando a mamãe, dando força."

Durante a gravidez, a atleta continuou recebendo apoio dos programas de preparação de atletas brasileiros. Assim, após o nascimento de seu filho, respondeu qualificando-se para a Olimpíada. Garantiu sua vaga no GP de La Coruña, Espanha, em junho de 2023, com 1h:28min.53 (a marca fixada pela World Athletics é 1h29min20).




No Mundial de Marcha Atlética por Equipes, todas as provas serão disputadas em um percurso circular de 2 km localizado próximo ao Antalya Expo Center. A área de largada e chegada fica em frente ao Parque Botânico da Expo 2016, da cidade costeira turca.

O programa terá cinco disputas: sub-20 masculino e feminino - 10 Km; 20 km adulto masculino e feminino, e o revezamento da maratona de marcha atlética mista. Os 20 km feminino serão às 3h10 (de Brasília) da madrugada.

Nos 20 km, cada equipe pode ter até cinco atletas, cabendo aos três primeiros colocados de cada uma pontuar. Nas provas de 10 km sub-20, as equipes podem ter até três atletas, cabendo aos dois primeiros colocados pontuar. Cada prova somará pontos separadamente e a equipe com o menor total de pontos será considerada vencedora. Caso alguma não consiga terminar com pontuação completa, os atletas serão considerados como individuais nos seus resultados.

A competição distribuirá prêmios em dinheiro, indo de R$78.648,00 até R$15.729,60. No caso de recorde mundial nos 20 km feminino ou masculino, o atleta receberá R$262.160,00.

Além de Erica Sena, Caio Bonfim (CASO-DF) e Viviane Lyra (Praia Clube-Exército-Futel-MG) já têm vagas asseguradas para as Olimpíadas de Paris. Os dois irão marchar em dupla na maratona de marcha atlética mista, a qual será disputada pela primeira vez no Mundial.

Conteúdo Patrocinado