Zé Roberto vê 7 a 1 como resultado da falta de humildade da Seleção

São Paulo, SP

28-07-2015 16:45:35

Em busca de mais chances como titular do Palmeiras, aos 41 anos, Zé Roberto é ídolo no Bayern de Munique e acredita que a Alemanha soube desfrutar da falta de humildade da Seleção na Copa do Mundo de 2014. O veterano considera o humilhante 7 a 1, na semifinal, como resultado da falta de humildade do Brasil.

“É simples explicar: faltou um pouco de humildade da nossa parte. Sabíamos que o Brasil não estava fazendo uma grande Copa do Mundo, já tinha quase perdido para o Chile, com aquele chute na trave... Faltou saber que tinha que marcar a equipe deles, que estava crescendo na competição. O Brasil foi para cima, deixou a parte defensiva muito exposta e acabou levando gols”, disse o meia à revista Sexy.

O jogador faz até uma comparação com a Seleção da qual faz parte em 2006, e foi o único brasileiro a ser eleito um dos melhores daquela Copa do Mundo. O time era favorito e caiu nas quartas de final, para a França de Zidane, por não ter se preparado como a Alemanha fez para vencer em 2014.

“Ficou faltando organização daqueles que estavam envolvidos, como a CBF, a comissão técnica, nós, jogadores... Quando você chegava para o treino em Weggis, o corredor parecia uma feira. Tinha batucada, venda de produtos do Brasil... No campo de treinamento, fizeram até arquibancada”, lembrou, citando a concentração da equipe na Suíça.

“O grupo era muito bom. Nosso time tinha a metade dos jogadores titulares de férias, quando, em 2005, ganhamos a Copa das Confederações por 4 a 1, na final, contra a Argentina. Era um time que entrou pra Copa como favoritaço. O que prejudicou foi essa questão de organização. Foi algo muito visível e que serve como exemplo para nós o que a Alemanha fez aqui no Brasil, em 2014”, comparou Zé Roberto.

Deixe seu comentário