Futebol/Bastidores

Vice-presidente da Fifa pensa em candidatura e é oposição a Blatter

GazetaEsportiva.net - Zurique, - Suíça
06/01/2015 15:39:00

Em: Bastidores, Futebol, Futebol Internacional

O príncipe jordano Ali Bin Al-Hussein, atual vice-presidente da Fifa e representante da Ásia, será outro candidato de oposição de Joseph Blatter nas eleições para presidente da entidade máxima do futebol. Até então, três nomes foram mencionados para concorrer ao cargo: Blatter, Hussein e o francês Jérôme Champagne, ex-vice-secretário-geral da organização. As candidaturas devem ser apresentadas até o dia 29 de janeiro.

“Estou contente em anunciar minha intenção em me candidatar ao cargo de presidente da Fifa”, explicou o príncipe através de sua conta no Twitter.

“Me apresentei candidato à presidência da Fifa porque estimo que é hora de deixar as polêmicas internas para retornar ao esporte”, disse. “Não foi uma decisão fácil. É fruto de uma longa reflexão e de numerosas discussões com colegas respeitados da Fifa nos últimos meses”, explicou o jordano de 39 anos.

O novo candidato deixou claras as críticas à gestão de Blatter. “O futebol mundial merece uma governança de classe mundial. A Fifa deve ser uma organização de serviço e um modelo de ética, transparência e boa governança”, afirmou. “As manchetes (dos jornais) deveriam ser sobre o futebol, o belo esporte, e não sobre a Fifa”, concluiu Hussein.

O príncipe é presidente da Associação de Futebol da Jordânia desde 1999 e foi fundador da Federação de Futebol do Oeste da Ásia um ano depois. Sua intenção em se candidatar à presidência foi elogiada pelo atual presidente da Uefa, Michel Platini. As eleições ocorrerão no dia 29 de maio.

Ali Bin Al-Hussein fundou a Federação de Futebol do Oeste Asiático (Foto: KARIM JAAFAR)
Ali Bin Al-Hussein fundou a Federação de Futebol do Oeste Asiático (Foto: KARIM JAAFAR) – Credito: AFP