Futebol/ Copa do Mundo

“Vencer a Inglaterra seria algo especial”, afirma Witsel

São Paulo , SP
13/07/2018 15:26:43 — 13/07/2018 16:49:41

Em: Bastidores, Bélgica, Copa do Mundo, Futebol, Futebol Internacional
Axel Witsel durante coletiva de imprensa (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)

Apesar de não ter conseguido chegar em uma inédita final da Copa do Mundo, a Bélgica ainda quer fazer história no Mundial da Rússia. Para o meia Axel Witsel, é muito importante que ele e seus companheiros de equipes vençam o duelo de sábado para que a equipe saia de cabeça erguida do torneio.

“Este estádio é fantástico, a atmosfera nesta cidade é incrível, mas eu preferia não ter voltado aqui. Preferia muito mais ter derrotado a França na semifinal, estar me preparando para a grande decisão da Copa do Mundo e não o terceiro lugar em São Petersburgo. Mas já que estamos aqui, o que posso garantir a todos é que temos de terminar este Mundial em terceiro lugar, pelo nosso país e pela nossa equipe”, afirmou o meia belga.

“Será especial vencer a Inglaterra, que é de alto nível, retornar para casa e ser recebido com festa por terminarmos a Copa do Mundo em terceiro lugar. Quanto a final, provavelmente não conseguirei assistir, pois estarei viajando para casa. Não vejo um favorito na decisão, embora o meu palpite vai para a França”, finalizou Witsel.

Com 29 anos, Witsel é um dos destaques da Bélgica neste Mundial, mesmo com pouca visibilidade se comparado com outros craques do país, como Éden Hazard, do Chelsea e Kevin De Bruyne, do Manchester City. Atualmente no Tianjin Quanjian, o jogador pode receber propostas de equipes europeias devido ao bom desempenho que teve nas partidas disputadas na Rússia.

 

 

Ads – Rodapé Posts