Gazeta Esportiva

Van Gaal elogia Darmian e explica ausência de De Gea em estreia

São Paulo, SP

08/08/15 | 12:35

Aniversariante do dia, Van Gaal diz que United mereceu vitória em casa (Foto: Oli Scarff/AFP)
Aniversariante do dia, Van Gaal diz que United mereceu vitória em casa (Foto: Oli Scarff/AFP)

A vitória do Manchester United sobre o Tottenham por 1 a 0 abriu a primeira rodada do Campeonato Inglês na temporada. Apesar do resultado, os Red Devils tiveram muitas dificuldades diante do adversário, ficando à frente no placar depois de um gol contra. Os lances, no entanto, não incomodaram o técnico Louis Van Gaal, que comemorou o aniversário de 64 anos em Old Trafford.

“Foi um jogo difícil com duas equipes que queriam pressionar, então cada jogador se lançou na bola por um curto período de tempo. Não seguramos muito a bola, mas nas transições criamos boas oportunidades. Não conseguimos lidar tanto com a marcação delas, mas tivemos muitas chances. Eles tiveram a primeira com Christian Eriksen e isso deixaria o jogo com outra cara, então tivemos sorte”, explicou o treinador holandês.

A partida também marcou a estreia de novos reforços do Manchester. Sobre o alemão Bastian Schweinsteiger, Van Gaal avalia que o jogador ainda precisa se adaptar ao futebol inglês para fazer história com a camisa do United. “Ele é muito experiente, mas ainda não tinha passado por essa cobrança e vivência em Old Trafford”, comentou. Mas ao falar do lateral Darmian, que teve grande participação em campo, o técnico foi só elogios.

“Gostei da atuação do Matteo Darmian, ele jogou uma boa partida no campo dos Spurs quando os adversários seguraram a posse de bola e não deixou que a roubassem dele, segurando bem diante dos oponentes. Quando preciso pensar em um jogador, é ele, e ele foi o melhor em campo”, disse.

A presença de Sergio Romero no gol também foi explicada pelo holandês, que gostou da segurança do atleta na meta mesmo com pouco tempo na equipe. “Sergio Romero se manteve bem na meta e fez ótimas defesas, mas não atuou tão bem em criar chances. É compreensível porque ele ainda não tinha jogado com os rapazes antes e só está conosco há uma semana, então é um processo pelo qual ainda temos que esperar. Decidimos na última quinta-feira que David (De Gea) não jogaria, então Sergio só teve dois dias para treinar com o restante do elenco”, contou.

Sobre De Gea, Van Gaal reforçou a ideia de que pretende manter o goleiro, embora seu futuro no Manchester ainda seja incerto. “A torcida o escolheu nosso melhor jogador nos últimos dois anos e não podemos deixa-lo sair. Temos que pagar muito caro por todos os atletas que queremos e buscamos vende-los por muito também. Queremos mantê-lo, é claro. Mas como goleiro você precisa da concentração máxima que puder em 90 minutos, e é difícil para o David fazer isso na atual situação. Percebemos isso nos amistosos da pré-temporada. Quando a situação se resolver depois de setembro, conversaremos novamente”.

Por fim, o treinador classificou a primeira vitória da equipe na temporada como “especial” por se tratar do seu aniversário de 64 anos. “Hoje foi especial por ser meu aniversário”, disse. “Quando você perde não é um bom dia – você não pode mais rir”, completou.

Deixe seu comentário