Futebol/Sul-Americano sub-17

Uruguai atropela Argentina em estreia no Sul-Americano sub-17

São Paulo , SP
22/03/2019 21:02:46

Em: Argentina, Futebol, Futebol Internacional, Uruguai

O Uruguai estreou com o pé direito no Sul-Americano sub-17. Nesta sexta-feira o time Celeste enfrentou a Argentina no estádio San Marcos, em Lima, no Peru, e não fez feio. Com dois gols precoces, aos dois e aos cinco minutos do primeiro tempo, marcados por Gutierrez e Olivera, respectivamente, e outro no final, aos 46, com Ocampo, os uruguaios acabaram assegurando a importante vitória por 3 a 0.

No Grupo B, o mesmo do Brasil, ambas as equipes entrarão em ação novamente pelo Sul-Americano sub-17 no próximo domingo. A Argentina encara a Colômbia, às 19h10 (de Brasília), enquanto o Uruguai enfrenta a Seleção Brasileira, às 21h30.

Seleção sub-17 do Uruguai estreou de forma contundente no Sul-Americano (Foto: AUF/Divulgação)

O jogo – O Uruguai não demorou para dar seu cartão de visitas. Logo aos dois minutos, Gutierrez mostrou que estava ligado no jogo e aproveitou o vacilo da defesa argentina, roubando a bola, e, já sem qualquer marcação, tocando no cantinho para abrir o placar na capital do Peru. Não satisfeita com a vantagem precoce, a Celeste ainda tratou de ampliar aos cinco minutos com Olivera, que bateu de fora da área despretensiosamente e viu o goleiro da Argentina engolir um verdadeiro frango ao tentar encaixar a bola e vê-la passar debaixo de suas pernas.

Já aos nove minutos os Hermanos, enfim, responderam com Godoy. Após chute da entrada da área, o goleiro deu rebote, e o atacante argentino aproveitou para completar para o fundo das redes. O árbitro da partida, no entanto, já havia marcado impedimento do camisa 9 na jogada.

No segundo tempo a Argentina voltou mais agressiva, mas viu o filme do primeiro tempo se repetir. Aos 22 minutos, após cruzamento para a área, a defesa do Uruguai desviou, e a bola sobrou nas mãos do goleiro González, que recebeu o choque do atacante rival e prontamente a soltou, permitindo que ela parasse no fundo das redes. O juiz, contudo, tratou da marcar falta no guarda-meta da Celeste.

Já na reta final de partida, a Argentina teve a grande chance de ao menos descontar com Palacios, porém, em cobrança de falta, ele acabou carimbando a trave. Do outro lado, a eficiência foi maior, e o Uruguai ainda teve tempo para matar o jogo aos 46 minutos com Ocampo, que driblou o marcador dentro da área e bateu firme para fazer o terceiro e fechar os trabalhos em Lima.