Sob olhares de novo técnico, Vila Nova bate Sampaio Corrêa e respira

São Paulo, SP

14-06-2016 21:15:16

Na noite desta terça-feira, horas após anunciar Guilherme Alves como novo técnico, o Vila Nova venceu o Sampaio Corrêa por 1 a 0 com um gol salvador do argentino Frontini, no Serra Dourada,  e se distanciou um pouco mais da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B, chegando aos 10 pontos. Já os maranhenses, com a derrota, seguem segurando a lanterna da competição, com apenas quatro pontos ganhos.

O Vila Nova fechou a contratação do novo técnico nesta terça-feira. Guilherme Alves, ex-atacante com passagens por Corinthians e Atlético-MG, treinou o Novorizontino no Campeonato Paulista e assumirá o Vila a partir da próxima rodada.

O Tigrão enfrentará o Oeste, na Arena Barueri, neste sábado, às 21h (de Brasília). Já o Sampaio Corrêa volta a campo nesta sexta-feira, às 21h, quando enfrenta o Brasil de Pelotas no Castelão.

Foto: Divulgação/Novorizontino
Ex-atacante Guilherme Alves comandará o Vila a partir da próxima rodada (Foto: Divulgação/Novorizontino)

O jogo – Em busca de um bom resultado para mostrar serviço ao novo treinador, o Vila Nova fez valer o mando de campo e foi superior durante os 45 minutos iniciais. A equipe da casa chegou logo aos seis minutos, em um chute de Vandinho que parou em defesa do goleiro Rodrigo Ramos.

Com o adversário mais ofensivo, a tática que restou ao Sampaio Corrêa foi apostar nos contra-ataques. Em um deles, aos 25 minutos, a Bolívia Querida teve sua primeira chance de gol na partida, em um chute de Edgar da esquerda da área bem defendido pelo goleiro Wagner Bueno.

Apesar do susto, o Vila Nova continuava impondo seu ritmo de jogo e criando oportunidades. Aos 40, Jean Carlos bateu de longe e viu Rodrigo Ramos fazer uma bela defesa. <P.
No entanto, a grande chance do primeiro tempo veio já nos acréscimos, aos 46. Jean Carlos cobrou falta na área, Fabinho cabeceou livre na pequena área e Rodrigo Ramos protagonizou uma defesa incrível, com os pés, evitando o gol colorado.

O desempenho ruim do Sampaio Corrêa levou o técnico Wagner Lopes a fazer uma substituição logo no intervalo, tirando Rubens e colocando Léo Rodrigues. O lateral, que acabara de entrar, perdeu a melhor oportunidade do Sampaio logo aos 12 minutos após receber passe de Edgar na esquerda e, sem marcação, chutar torto e por cima do gol.

O Vila Nova continuou superior, mas o técnico Cuca decidiu promover algumas mudanças no ataque da equipe. Em uma delas, Frontini entrou no lugar de Vandinho e precisou de apenas quatro minutos em campo para mostrar seu cartão de visitas. Aos 26, o argentino aproveitou um chute de longe sem precisão de Robston, dominou perto da marca do pênalti e tocou no canto esquerdo baixo de Rodrigo Ramos para abrir o placar a favor do Colorado.

Mas o Sampaio Corrêa ainda não se dava por vencido em campo. Desesperado para evitar mais uma derrota na Série B, a Bolívia Querida chegou perto do empate aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Luiz Otávio subiu mais alto que a zaga do Vila e a bola passou raspando a trave defendida por Wagner Bueno.

Nos minutos finais, o time do Maranhão ensaiou uma pressão, manteve a bola nos pés e no campo de ataque, mas não mostrou criatividade para passar pelo bloqueio dos mandantes e saiu de campo com mais uma derrota.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 1 X 0 SAMPAIO CORRÊA

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 14 de junho de 2016, terça-feira
Hora: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Ciro Chaban Junqueira (DF)
Cartões Amarelos: Reginaldo, Roger e Frontini (Vila Nova); Renan (Sampaio Corrêa)

GOL: Frontini, aos 26 minutos do segundo tempo

VILA NOVA: Wagner Bueno; Jefferson Feijão (Magno Silva), Douglas Assis, Vinicius Simon e Marcelo Cordeiro; Reginaldo, Robston, Jean Carlos e Pedro Carmona; Vandinho (Frontini) e Fabinho (Roger)
Técnico: Cuca

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Eder Sciola, Luiz Otávio, Wagner Fogolari e Rafael Estevam; Léo Gago, Renan, Ruben (Léo Rodrigues) e Diego Lorenzi; Edgar (Henrique) e Max (William Paulista)
Técnico: Wagner Lopes

Deixe seu comentário