Futebol/Bastidores

Presidente avalia saída de Tardelli e admite atrasos no Galo

GazetaEsportiva.net - Belo Horizonte , MG -
19/01/2015 12:15:00

Em: Atlético-MG, Bastidores, Futebol, Região Sudeste

No último sábado, o clube chinês Shandong Luneng anunciou oficialmente a contratação de Diego Tardelli, do Atlético-MG, por R$ 16,8 milhões. O clube mineiro, no entanto, alegou que o valor oferecido pelo jogador foi maior que a divulgada pelos chineses. Sobre a saída do maior jogador do elenco, o presidente Daniel Nepomuceno admitiu que tentou segurar o atacante por mais algum tempo.

“Eu tentei segurar, negociar no fim do ano ou tentar manter durante a Libertadores. Realmente pesou bastante a vontade dele e o Tardelli chegou a abrir mão do acerto que ele tinha com o Atlético. Os valores divulgados não foram esses, mas agora pela manha a gente teve contato com representantes do clube e eles fizeram uma matemática de impostos e entenderam que o valor estava correto. A gente não entra em números exatos em transação nenhuma, mas desde o primeiro momento a oferta do clube era essa e nós ficamos um mês discutindo a situação do Atlético. O que foi apresentado foi superior a esse valor, um valor que, no mercado, por um jogador de 30 anos foi boa”, explicou o presidente do Galo em entrevista à ESPN Brasil.

A equipe também precisará se planejar para a Libertadores deste ano. Sem poder contar com Tardelli, Nepomuceno afirmou que buscará alguns nomes no mercado, mas que não pretende realizar ‘nenhuma loucura’ financeira. O presidente também disse que pretende reaproveitar jogadores da base do clube nesta temporada.

Daniel Nepomuceno admitiu que o clube atrasou o pagamento de direitos de imagem de dois jogadores
Daniel Nepomuceno admitiu que o clube atrasou o pagamento de direitos de imagem de dois jogadores – Credito: Divulgação/Bruno Cantini/Atlético-MG

“A ideia é tentar correr e estudar alguns nomes. É claro que para substituir o Tardelli tem que ser alguém do mesmo nível, até porque o elenco continua muito forte. Nós temos aí os meninos da base que subiram e mostraram no final do ano que tem condições de serem titulares do Atlético, então não adianta trazer um jogador que vai disputar, tem que ser alguém que realmente vista a camisa e consiga essa liderança que o Tardelli tinha com o grupo. É claro que eu estou sempre sendo muito responsável em não fazer nenhuma loucura, porque o futebol brasileiro mudou muito nos últimos anos e acho que semana junto com o Maluf (Eduardo Maluf, diretor de futebol) e o Levir (Culpi) nós vamos buscar essa posição de meia atacante e vamos ver. Essa semana temos um jogo amistoso com o Shakhtar e vamos começar a pegar um ritmo melhor, e poder olhar o grupo. A janela vai até o final de fevereiro, então o mercado está aberto e teremos condições de buscar um novo substituto”, disse.

Questionado sobre a possibilidade de liberar André e Jô mesmo com os jogadores reintegrados no início da pré-temporada, o presidente garantiu que o clube tem a intenção de mantê-los no elenco durante a temporada.

“Não, o André ficou reintegrado. A gente está avaliando isso, a possibilidade deles ficarem no elenco. E também são jogadores que tem um nível técnico bem alto, a gente não quer desvaloriza-los. Tivemos uma boa conversa com o Maluf e o Levir e vamos reintegra-los”, respondeu.

Com o início de ano agitado no Galo, Nepomuceno admitiu que há dois casos de pagamento de direito de imagem de jogadores atrasados dentro do clube. “Tem apenas duas imagens atrasadas e essa semana o Atlético vai estar cem por cento com os jogadores, eu espero”, finalizou.