Futebol

Prêmio de R$ 65,8 mi da Mega-Sena realizaria sonhos dos clubes paulistas

GazetaEsportiva.net - São Paulo, SP - Brasil
01/01/2015 14:07:00

Em: Corinthians, Futebol, Palmeiras, Santos, São Paulo

O ano de 2015 será bastante rentável para pelo menos quatro sortudos. Segundo a Caixa Econômica Federal, os R$ 263,2 milhões da Mega-Sena da Virada sorteada na última quarta-feira serão distribuídos para quatro apostadores. Cada um deles embolsa mais de R$ 65,8 mi, quantia suficiente para realizar alguns sonhos megalomaníacos dos clubes paulistas.

Abaixo a GazetaEsportiva.Net lista algumas opções que os ganhadores teriam caso quisessem ajudar financeiramente Corinthians, Palmeiras, Santos ou São Paulo. Além da contratação de ídolos, o suposto torcedor-mecenas poderia saldar dívidas salariais e até ajudar a reformar estádio.

Corinthians

Prêmio milionário da 'Mega da Virada' seria saída para manter artilheiro peruano no ataque do Corinthians
Prêmio milionário da ‘Mega da Virada’ seria saída para manter artilheiro peruano no ataque do Corinthians – Credito: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Mesmo com os bolsos cheios, o ganhador que escolhesse ajudar o Timão não conseguiria sanar as dívidas fiscais do clube (R$ 150 milhões) ou pagar ao BNDES a primeira parcela da Arena (R$ 100 mi). Mas daria para manter a dupla de ataque titular. Guerrero receberia os R$ 18 milhões que pede para renovar e o Alvinegro compraria de empresários, por R$ 26,8 mi, 70% dos direitos de Malcom.

Mas nem mesmo um dos ganhadores da Mega-Sena seria capaz de competir caso o Chelsea desembolsasse os R$ 80 milhões especulados pela imprensa inglesa. Se assim fosse, o corintiano provavelmente estaria satisfeito com o retorno de Paulinho por R$ 50 mi. A volta de Tevez, avaliado em R$ 80 mi, ainda estaria fora de cogitação.

Palmeiras

Bolada daria companhia de alto nível ao centroavante Henrique no ataque palmeirense
Bolada daria companhia de alto nível ao centroavante Henrique no ataque palmeirense – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
Se o sortudo escolhesse investir no Verdão, poderia bancar o patrocínio principal por duas temporadas, pagando os R$ 30 milhões anuais sonhados pelo presidente Paulo Nobre. Ou então recontratar os atacantes Alan Kardec e Barcos, além de manter o centroavante Henrique, reunindo todo esse poder de fogo por R$ 32 mi. Com o restante daria para bancar o retorno do zagueiro Henrique e garantir os altos salários de Valdívia por mais quatro anos.

Ainda que desembolsasse cada centavo do prêmio, o ‘ganhador palmeirense’ da Mega-Sena não poderia saldar nem metade da dívida que o clube tem com Paulo Nobre. Nos últimos meses o presidente emprestou R$ 150 milhões do próprio bolso para salvar as contas alviverdes.

São Paulo

Sonho antigo da diretoria tricolor, reforma do Morumbi seria um pouco mais viável com R$ 68,5 milhões em mãos
Sonho antigo da diretoria tricolor, reforma do Morumbi seria um pouco mais viável com R$ 68,5 milhões em mãos – Credito: Divulgação
Em tempos de novas Arenas, o Tricolor planeja reformar o Morumbi nos próximos anos. Daí a chance de um possível sortudo são-paulino ajudar na renovação do estádio, mas a quantia da ‘Mega da Virada’ não chega nem perto do custo total da obra, orçada em R$ 408 milhões.

Em ano de Copa Libertadores, o São Paulo poderia gastar com os reforços sonhados pelo torcedor: o retorno do zagueiro Miranda sairia por R$ 60 mi e o restante seria suficiente para acertar com Dudu, o ‘atacante rápido’ tão procurado por Muricy Ramalho.

Santos

Além de sanar dívida com elenco, Santos poderia comprar Lucas Lima com o prêmio da 'Mega'
Além de sanar dívida com elenco, Santos poderia comprar Lucas Lima com o prêmio da ‘Mega’ – Credito: Djalma Vassão/Gazeta Press
Em grandes dificuldades financeiras, o Peixe receberia de bom grado o prêmio da Mega-Sena. A bolada deixaria em dia a folha salarial santista, além de possibilitar o retorno do meia Diego Ribas, e a conta seria de R$ 55 mi.

Outra possibilidade seria adquirir o total dos direitos econômicos do promissor Lucas Lima por R$ 40 milhões (o Santos detém 20%) e com o restante contratar Robinho em definitivo por R$ 27,4 mi. O problema seriam os altos salários pedidos pelo ídolo, visto que cogita-se vencimentos de R$ 1 milhão mensais para o camisa 7.