Para santistas, time cresceu na hora certa e vai brigar até o fim por G4

Do correspondente Tiago Salazar - Santos,SP

03-09-2015 22:52:30

A vitória desta quinta por 3 a 1 em cima da Chapecoense colocou o Santos na oitava colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, a três pontos do G4. Os jogadores do Peixe não negam a euforia depois de passar boa parte da competição brigando contra a zona de rebaixamento e agora sonham alto.

“Difícil ficar naquela zona de desconforto. A equipe provou sua força, olhando cada vez mais para frente e deixando aquele pessoal lá para baixo”, comentou o volante Renato.

Marquinhos Gabriel, que atuou no lugar de Lucas Lima e deu uma linda assistência para Ricardo Oliveira abrir o placar, seguiu o mesmo discurso. “A equipe toda está de parabéns, evoluiu cada vez mais para gente conseguir entrar nesse grupo, que briga por Libertadores e título”, avisou.

O Santos chegou à marca de onze jogos de invencibilidade. O time não perde desde a 14ª rodada, quando foi derrotado pelo Palmeiras, fora de casa, no segundo jogo de Dorival Júnior no comando da equipe.

David Braz, um dos líderes do elenco, negou que a reação tenha acontecido tarde demais, mesmo com o segundo turno do Brasileiro já em curso. “Eu não acho que a reação foi tarde. Poderia ser melhor, porque acabamos perdendo uns gols aqui em casa, principalmente contra a Ponte Preta e contra o Sport, a gente sente muito esses quatro pontos, mas estamos recuperando no momento certo”, disse o zagueiro, esbanjando confiança.

“Faltam 16 rodadas, mas tem muita coisa para acontecer. Vamos nos preparar bastante, é competição muito difícil, tem muita equipe oscilando. Vamos manter pegada para chegar nos nossos objetivos”, finalizou.

Deixe seu comentário