Palestra Itália recebe exercício de antiterrorismo com explosivos reais

São Paulo, SP

24/07/17 | 18:25

Nesta segunda-feira, o Palestra Itália foi palco de uma simulação de antiterrorismo. Em atividade realizada pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) da Polícia Militar no estádio, explosivos de verdade foram usados.

A ação nesta manhã teve três diferentes ataques terroristas simulados. No primeiro, um terrorista atirava indiscriminadamente nas vítimas na arquibancada da arena. Os policiais, então, invadiam o local e matavam o atirador.

Em seguida, uma simulação com reféns foi feita na parte interna do estádio, nos corredores em que estão localizadas as lanchonetes, onde os policiais imobilizaram o criminoso. Por fim, foi realizada uma vistoria no estádio vazio, em que uma ameaça terrorista era encontrada embaixo de uma cadeira no setor norte e posteriormente detonada de forma segura por um policial explosivista, que trajava uma roupa especial de cerca de 60 quilos.

“O terrorismo é algo presente no mundo, uma preocupação de todos os países. Apesar de não ocorrer frequentemente atos terroristas no Brasil, não é algo impossível de acontecer. Por essa razão, temos que estar sempre preparados para qualquer tipo de ameaça e investimos constantemente em novos sistemas de segurança”, explicou Eduardo Rigotto, gerente geral da Arena.

Ao todo, participaram do treinamento cerca de 60 pessoas, sendo 30 delas policiais e todo o armamento usado no treinamento estava adaptado para disparar balas de festim e tinta.


Deixe seu comentário