COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA

Na manhã deste domingo, Neymar teve alta do hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, após realizar cirurgia no quinto metatarso do pé direito. Depois de sair do hospital, o jogador seguiu de helicóptero até o Aeroporto da Pampulha. Por volta das 10h, desembarcou utilizando uma bota de proteção e muletas, sem precisar de ajuda.

Lá, o camisa 10 do Paris Saint-Germain embarcou no seu jatinho rumo a sua casa em Mangaratiba, no litoral do Rio de Janeiro. A primeira etapa da recuperação, ainda no período do pós-operatório, deve ser realizada lá. Ainda não se sabe quando Neymar voltará a França.

O atacante será reavaliado em seis semanas, por meio de exames de imagem. Até lá, passará por sessões de fisioterapia comandadas por Rafael Martini, que trabalha para o PSG e para a Seleção Brasileira.



Recurso polêmico deve estar na próxima Copa do Mundo, na Rússia (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Neste sábado, a International Football Association Board (IFBA), órgão que regulamenta as normas do futebol, aprovou o sistema de árbitro de vídeo (VAR) como uma regra do esporte. Dessa forma, na reunião do Conselho no próximo dia 16, a Fifa deve confirmar a utilização do recurso na Copa do Mundo da Rússia.

“A International Board decidiu aprovar o VAR no futebol. A partir de hoje, o árbitro de vídeo faz parte do futebol. E isso é uma notícia importante. É um assunto que vem sendo discutido há décadas. Há dois anos, decidimos testar para saber se funcionaria ou não. Fizemos esses testes, analisamos, cerca de 20 federações testaram, tivemos uma análise acadêmica e chegamos à conclusão que o VAR é bom para o futebol e para a arbitragem, traz mais justiça aos jogos. Por isso, decidimos aprovar”, disse Gianni Infantino, presidente da Fifa.

O VAR poderá ser utilizado única e exclusivamente em quatro casos: situações de gol, marcação de pênaltis, cartões vermelhos e confusão de identidade de jogadores.

De acordo com o comunicado oficial da IFBA, a decisão foi unânime e foi tomada no 132° encontro atual do órgão, realizado em Zurique, na sede da Fifa. Segundo a associação, a medida vai significar o início de “uma nova era no futebol”. Além da utilização do VAR, outra regra aprovada que deve ser discutida na reunião do conselho da Fifa no dia 16 é a possibilidade de uma quarta substituição em casos de prorrogação.



O procedimento cirúrgico ao qual Neymar será submetido na manhã deste sábado, liderado por Rodrigo Lasmar, estaria gerando um mal-estar entre o Paris Saint-Germain e a CBF. Atendendo à imprensa local, o médico da Seleção Brasileira garantiu que o camisa 10 sofreu uma fratura completa no quinto metatarso do pé direito, contrariando a primeira versão divulgada pelo clube francês, que alegou que o jogador havia sofrido apenas uma fissura – fratura incompleta.

Segundo o L’Equipe, as declarações de Lasmar afetaram diretamente a alta cúpula do PSG, que estaria acreditando que tudo faz parte de uma estratégia da CBF para que o jogador não esteja sujeito a maiores riscos e retorne aos gramados somente às vésperas da Copa do Mundo.

“Ele esperou o Neymar chegar ao Brasil e acusar o PSG. A gente confiou nele. O Neymar sofreu uma fissura incompleta, e Lasmar não é referência em cirurgia como são Roland [médico do PSG] e [Gérard] Saillant [médico escolhido pelo clube francês para acompanhar o procedimento cirúrgico]”, declarou uma fonte ao L’Equipe.

Outro grande veículo francês publicou sobre a rixa entre a diretoria parisiense e a CBF. O Le Parisien notifica que “Neymar saiu de Paris com uma fissura e chegou ao Brasil com uma fratura no quinto metatarso direito”.

Além disso, o Le Parisien alega que o departamento médico do Paris Saint-Germain e a comissão técnica liderada por Unai Emery não vêm tendo uma boa relação. Os dois setores do clube já teriam, inclusive, se desentendido no ano passado, quando Thiago Motta acabou lesionando o joelho e houve um impasse em relação à sua operação – no fim, o ítalo-brasileiro acabou sendo submetido a uma cirurgia.



Neymar chegou ao hospital acompanhado, entre outras pessoas, pelo médico da Seleção, Rodrigo Lasmar (e) (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP)

Neymar já está no Hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, onde será submetido a uma cirurgia no pé direito na manhã deste sábado. O jogador desembarcou no início da noite desta sexta-feira na capital mineira e foi direto para o estabelecimento escolhido para que o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, realizasse a operação. O craque do PSG chegou no aeroporto da Pampulha em seu jatinho particular, vindo diretamente de Mangaratiba, onde possui residência, e, de carro, completou o trajeto até o local.

Neymar chegou ao hospital junto de sua mãe Nadine e sua irmã Rafaella. Além delas, o craque também conta com o acompanhamento de Maxwell, ex-jogador e atualmente diretor do PSG, e do médico Gérar Saillant, escolhido pelo Paris Saint-Germain para monitorar o procedimento cirúrgico.

O jogador brasileiro fraturou o quinto metatarso do pé direito no segundo tempo do clássico contra o Olympique de Marseille, no último domingo, no Parque dos Príncipes. Neymar também acabou torcendo o tornozelo na ocasião, que não contou com qualquer choque mais duro – o brasileiro se machucou sozinho ao pisar em falso.

Apesar de Rodrigo Lasmar ter sinalizado que o tempo de recuperação para a lesão de Neymar é de dois meses e meio a três meses, a tendência é que o camisa 10 não tenha qualquer problema para estar presente na estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, no próximo dia 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov do Don.

Internado no hospital de Belo Horizonte, Neymar contará com uma ala exclusiva para ele e seus acompanhantes. O jogador ficará hospedado em um quarto de aproximadamente 20 m², e os funcionários que deverão participar de seu tratamento já receberam orientações para não serem invasivos. Fotos e conversas que fujam do dever profissional estão expressamente proibidas. No domingo, provavelmente ele receberá alta e deverá retornar a Mangaratiba para dar prosseguimento à sua recuperação.



Neymar e Kaká já foram companheiros na Seleção Brasileira (Foto: Roslan Rahman/ AFP)

Em entrevista ao jornal espanhol Marca, o recém aposentado Kaká aconselhou Neymar e falou sobre seu histórico de lesões. O brasileiro disse que nunca descobriu o motivo de tantas contusões e que, por esse motivo, quase “enlouqueceu” na época de Real Madrid.

“Procurei durante muitos anos os motivos de tantas contusões, que quase enlouqueci por isso. Queria saber o motivo mas nunca consegui, e acabava treinando de maneira desorganizada. Fui a especialistas no Brasil, procurei um físico muito bom, queria buscar soluções para o meu problema. O clube está envolvido com você e quer sua volta, porém, a equipe tem 30 jogadores e eu precisava de atenção individual”, revelou o recém-aposentado.

Experiente em lesões, Kaká foi perguntado sobre a situação de Neymar, que sofreu uma fissura no quinto metatarso do pé direito. O melhor do mundo em 2007 passou um conselho ao compatriota que deverá ser o principal nome da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia.

“Ele tem que aceitar que essas situações acontecem no futebol. Você precisa ser paciente e se esforçar para voltar. É claro que o PSG assinou com Neymar para ganhar a Liga dos Campeões, mas ele deu seu máximo e acabou ferido jogando uma partida. Ele não pode fazer nada sobre a lesão, foi má sorte. Ele deve se concentrar em sua recuperação para a Copa do Mundo”, afirmou Kaká.

 



Um dia antes de realizar a cirurgia no quinto metatarso do pé direito, o craque do Paris Saint-Germain Neymar postou uma foto em suas redes sociais com a namorada, Bruna Marquezine, em seu colo, na mansão que ele possui em Mangaratiba, no Rio de Janeiro. Brincando, ele escreveu na publicação “Levando a gata para dar uma volta no meu novo possante”.

 

Neymar posta foto com Bruna Marquezine na véspera de sua cirurgia (Foto: Reprodução Instagram)

Com o pé contundido esticado e para cima, o jogador está se locomovendo de cadeiras de rodas desde que chegou ao Brasil, na última quinta-feira. Ele torceu o tornozelo e fraturou um osso do pé direito em partida contra o Olympique no último final de semana. A cirurgia está marcada para o sábado, dia 3, em Belo Horizonte.

O médico da Seleção Brasileira afirmou que o camisa 10 precisa ficar parado entre dois e três meses para alcançar a completa recuperação do pé, o que significa que ele ficará de fora do jogo de volta contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões, e retornará bem próximo da Copa do Mundo da Rússia, que inicia em 14 de junho.



A confirmação do procedimento cirúrgico pelo qual Neymar irá passar neste fim de semana parece ter concretizado um novo problema interno entre o staff do jogador e a diretoria do Paris Saint-Germain. De acordo com o jornal L’Equipe, a reunião que houve entre as partes para a definição do tratamento do camisa 10 contou com momentos “tensos” devido ao conflito de interesses e a divergência de opiniões.

A publicação do periódico francês conta que participaram da reunião Eric Rolland, médico do PSG, Rodrigo Lasmar, médico da Seleção que fará a cirurgia de Neymar, e Gerrard Saillant, médico francês que supervisionará o processo. Especula-se que o dono do clube, Nasser Al-Khelaifi, e o pai do jogador brasileiro também estavam presentes.

Neymar se lesionou na vitória do PSG sobre o Olympique, no último domingo (Foto: GEOFFROY VAN DER HASSELT/AFP)

O grande ponto de divergência entre as partes envolvidas foi em relação ao procedimento cirúrgico. Enquanto o Paris Saint-Germain teria optado por avaliar todos os cenários que poderiam colocar o brasileiro em campo para a partida diante do Real Madrid, pela Liga dos Campeões, o médico da Seleção e o staff de Neymar teriam pressionado o clube para a rápida cirurgia visando eliminar qualquer possibilidade de não ter o camisa 10 em plenas condições para a Copa do Mundo, prioridade do atacante.

Um dos momentos de maior “tensão” na sala de reuniões teria sido motivada pelo questionamento de Rodrigo Lasmar em relação a postura adotada pelo PSG para confirmar a fratura no metatarso do pé direito. As primeiras notícias eram de uma fissura e fizeram Unai Emery levantar possibilidades de Neymar atuar contra o Real e tratar as notícias sobre a cirurgia como “falsas”.

Depois de exames e da reunião, o PSG cedeu à pressão e Neymar será operado neste sábado, em Belo Horizonte, com a expectativa de recuperação entre seis e oito semanas. A decisão, porém, não foi bem aceita pelo clube, de acordo com o jornal, que tratou o fato como mais uma “perda” e um possível indício de que o futuro do jogador seja longe de Paris na próxima temporada.

 



Sampaoli não convocou Dybala para os amistosos contra a Espanha e a Itália (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Nesta sexta-feira, o técnico Jorge Sampaoli divulgou a lista com os 23 jogadores que irão defender a Argentina nos dois próximos amistosos da equipe, diante da Espanha e da Itália. O primeiro confronto será diante dos campeões mundiais de 2006, no dia 23 de março, no estádio do Manchester City, enquanto que a partida contra os vencedores da Copa do Mundo de 2010 será quatro dias depois, no novo e luxuoso estádio do Atlético de Madrid.

A convocação é a última antes da lista final que o treinador irá fazer com os 23 que irão defender a Argentina no mundial. A expectativa é de que jogadores do futebol local também ganhem oportunidades, exemplo do jovem Lautaro Martínez,que teve excelente atuação no confronto diante do Cruzeiro pela primeira rodada da Copa Libertadores da América. Na ocasião, o atacante marcou três dos quatro gols do Racing e foi peça fundamental para o triunfo argentino.

O destaque ficou por conta da não convocação do atacante Paolo Dybala, um dos principais jogadores da Juventus na temporada passada, mas que não vem tendo um bom desempenho em 2018 com a camisa dos atuais campeões italianos. Pela seleção nacional, o jovem jogador participou de 11 jogos e vem perdendo espaço na equipe principal, oque pode dificultar sua ida para a Copa do Mundo na Rússia.

“Dybala, Gómez e Icardi são jogadores que conhecemos muito bem. Queremos ver outros jogadores para avaliarmos quem poderá integrar o grupo para a Copa do Mundo. Essas duas partidas não serão conclusivas para nada”, afirmou o treinador argentino, que também comentou que o nome de Carlos Tévez não está descartado para a lista final para o mundial.

 

Confira os convocados pelo técnico Jorge Sampaoli: 

Goleiros: Sergio Romero, Nahuel Guzmán e Wilfredo Caballero

Defensores: Nicolás Otamendi, Gabriel Mercado, Nicolás Tagliafico, Marcos Rojo, Ramiro Funes Mori e Federico Fazio.

Meio – Campistas: Marcos Acuña, Lucas Biglia, Javier Mascherano, Eduardo Salvio, Giovani Lo Celso, Leandro Paredes, Manuel Lanzini, Angel Di María e Ever Banega.

Atacantes:  Lionel Messi, Sergio Agüero, Diego Perotti e Gonzalo Higuaín



Blatter fez um apelo ao órgão responsável pelas normas do futebol mundial (Foto: AFP)

Nesta quinta-feira, o ex-presidente da Fifa, entidade máxima do futebol mundial, Joseph Blatter voltou a se posicionar contra a utilização da vídeo-arbitragem na Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia. Por meio de uma de suas redes sociais, o suíço fez um apelo à IFAB (International Football Association Board), órgão responsável pela determinação das normas do futebol, para que o uso do VAR não seja aprovado para o torneio.

“Um pedido pessoal à IFAB, os guardiões das regras do jogo: a Copa do Mundo Fifa não pode ser objeto de experimento para uma mudança tão importante: o VAR.”, publicou o ex-mandatário, que renunciou do cargo após 17 anos à frente da Fifa, em função de escãndalos de corrupção e violação do código de ética.

 

Blatter já havia criticado a vídeo-arbitragem antes. Em julho de 2017, o suíço mostrou que não é apenas contra a utilização do VAR no Mundial, mas em qualquer circunstância. “Se você começar a levar a tecnologia para o campo, não para mais. O jogo para mim, torna-se muito menos atraente. Deixe que os árbitros cometam erros! É uma decisão complicada e perigosa, isso que a Fifa está fazendo”, disparou, em entrevista ao portal Sonntags Blick.

 

 



Camisa 10 do Brasil terá de passar por procedimento cirúrgico (Foto: Geoffroy Van Der Hasselt/AFP)

Durante a partida do último domingo diante do Olympique de Marselha, Neymar sofreu um entorse no tornozelo direito e uma fissura no quinto metatarso do pé direito. Após exames detalhados e uma reunião entre o médico do clube francês e Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira, ficou decidido que o jogador será submetido a uma operação.

Na tarde desta quarta-feira, o Paris Saint-Germain divulgou uma nota em seu site confirmando a necessidade da intervenção cirúrgica. A operação será realizada neste final de semana pelo Dr. Rodrigo Lasmar.

O período de recuperação de Neymar deve ser de seis a oito semanas. Com isso, o jogador fica de fora da partida de volta diante do Real Madrid, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, e volta aos gramados pouco mais de um mês antes da Copa do Mundo.

Confira a nota completa, divulgada pelo Paris Saint-Germain:

Boletim médico de Neymar:

Ao final do protocolo previsto inicialmente de três dias de repouso, uma decisão foi tomada pelo jogador e as comissões médicas do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira

Ao final desta avaliação, e em acordo feito com o jogador, foi tomada a decisão de favorecer a opção cirúrgica.

Neymar Jr. será operado no final de semana no Brasil pelo Dr. Rodrigo Lasmar, que será acompanhado no local pelo Professor Saillant (Paris Saint-Germain).