Futebol/Campeonato Mineiro

Marcelo aprova empate e diz que entrosamento atrapalhou o Cruzeiro

GazetaEsportiva.net - Belo Horizonte , MG -
08/03/2015 19:12:00

Em: Campeonato Mineiro, Campeonatos Estaduais, Cruzeiro, Futebol, Região Sudeste

O empate deste domingo, por 1 a 1, foi um alívio para o Cruzeiro. A equipe vinha perdendo por 1 a 0 e, não fosse o gol de Leandro Damião aos 37 minutos do segundo tempo, teria perdido a liderança do Campeonato Mineiro para o Atlético. A nove jogos sem derrotar o rival, o técnico celeste, Marcelo Oliveira, aprovou o resultado mas lamentou o fato da equipe não ter se aproveitado dos desfalques atleticanos. “Acho que era uma boa oportunidade para o Cruzeiro, por jogar mais completo, mas não conseguimos ir bem hoje”, comentou.

“Eu acho que, em relação ao clássico, não foi um jogo brilhante tecnicamente, mas foi um jogo muito disputado, teve muito espírito de luta, muita competição e propostas diferentes. O Atlético, com problemas de lesões durante a semana, e com a característica dos jogadores que fazem bons contra-ataques, e isso fizeram bem. Marcaram o Mayke muito bem, o Mena muito bem, jogadores velozes com boa saída de contra-ataque, até os 25 minutos, ali, controlamos muito bem e tivemos a mesma dificuldade do ultimo jogo sem brilhantismo técnico. Mas tivemos um volume bom dos dois lados, principalmente no primeiro tempo com o Mayke, mas no segundo tempo o Atlético cresceu bem e apresentou dificuldade, mas tivemos problemas técnicos”, avaliou.

(Foto: Washington Alves/ LightPress)
(Foto: Washington Alves/ LightPress) – Credito: Divulgação/Cruzeiro

O treinador também justificou algumas reações do Cruzeiro com o argumento de que o elenco ainda está se entrosando. “Tivemos chances no primeiro e no segundo tempo, uma infelicidade no gol, mas o time não se desesperou. A ansiedade de alguns jogadores ainda é por estarem se conhecendo”, observou.

“Quando um time não está plenamente formado e lida com bons jogadores na marcação, excepcionalmente o Donizete, quando não tem esse entrosamento as jogadas saem forçadas. Ninguém merecia ganhar. Nós jogamos muito bem e não ganhamos. E já não jogamos bem e ganhamos. Temos que estar preparados para vencer quando a bola chega” , completou Marcelo.

Bomba no estádio – Próximo do fim da partida, um torcedor do Cruzeiro soltou uma bomba nas arquibancadas, em direção ao setor de imprensa, e atingiu um jornalista. A própria torcida identificou o culpado, que foi preso e levado pela polícia no ato. Como o suspeito foi retirado e a situação resolvida rapidamente, o Cruzeiro não deve ser punido pelo ocorrido.