Léo Santos relembra “fogueira” em 2017 e vê jogo mais tranquilo

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
11/08/2018 09:03:31

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Futebol

O zagueiro Léo Santos é uma das poucas presenças certas entre os titulares do Corinthians na tarde deste domingo, às 16h (de Brasília), contra a Chapecoense, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Substituto do suspenso Pedro Henrique, ele volta à Arena Condá, local onde, no ano passado, caiu numa “fogueira” ao precisar formar dupla com Pedro e substituir os soberanos Pablo e Balbuena.

Naquela ocasião, o Timão era o líder da competição com larga margem sobre o segundo colocado, mas vinha da primeira derrota no torneio, em duelo contra o Vitória, na Arena. Léo teve boa atuação ao lado do companheiro e chegou a salvar uma bola em cima da linha, minutos antes de Jô marcar o único gol da partida, já nos acréscimos.

“Aquele jogo foi muito bom, não estava jogando muito, aproveitei a oportunidade. É fazer de novo, é um outro jogo, temos que fazer um excelente jogo para conseguir os três pontos”, explicou Léo, reconhecendo que, naquela ocasião, a pressão era bem maior do que agora.

“A diferença é que, não que não estamos dando atenção ao Brasileiro, mas querendo ou não o foco desvia um pouco para a Copa do Brasil e para a Libertadores. Acho que muda mais nessa questão de priorizar algumas competições”, avaliou o defensor alvinegro, que atuou como volante nas últimas vezes que foi aproveitado.

Ainda tímido para lidar com a imprensa, mas firme nas suas respostas, Léo fez questão de deixar de lado o ótimo retrospecto corintiano na casa do adversário. Desde que a Chape subiu para a Série A, em 2014, o clube jogou quatro vezes na Arena Condá e ganhou todas (1 a 0 em 2014, 3 a 1 em 2015, 2 a 0 em 2016 e 1 a 0 em 2017).

“Esse retrospecto é muito bom, mas temos que ter o total respeito. Isso foi em 2015, 2016 e 2017, e estamos em 2018. As equipes mudaram, e cada jogo é um jogo”, concluiu o jogador, que, além do embate pelo brasileiro, terá pela frente o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, também em Chapecó, na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília).