Por falta de Fair Play, presidente da liga espanhola denunciará PSG

São Paulo, SP

28-07-2017 17:31:54

O que pretende pagar o Paris Saint-Germain para tirar Neymar do Barcelona – cerca de 222 milhões de euros (R$ 820 milhões – pode ser considerado uma afronta ao Fair Play financeiro da Uefa, conforme afirmou o presidente da liga espanhola, Javier Tebas, nesta sexta-feira, ao jornal Mundo Desportivo, da Espanha. Ele, inclusive, fará uma denúncia contra os franceses.

“Faremos [a denúncia] porque infringe as normas do Fair Play financeiro da Uefa e as normas de concorrência da União Europeia. Vamos denunciar na Uefa e, se ela se omitir, levaremos a tribunais suíços de concorrência e em Bruxelas [Bélgica]. E não descartamos os próprios tribunais de França e Espanha”, disse.

O Fair Play Financeiro é um conjunto de normas impostas pela entidade máximo do futebol europeu, a Uefa, a fim de evitar gastos astronômicos e impor “limites” em contratações. Na publicação, Javier Tebas fez questão de dizer que pensava em denunciar o PSG antes mesmo de haver interesse e proposta oficial pelo atacante brasileiro.

"É por tudo que sai a nível de imprensa e porque estava previsto fazê-lo. Não fizemos antes porque queira consultar primeiro o entorno da Uefa, como disse ao presidente [da Uefa] Ceferin, mas não houve tempo. O que leio me preocupa, e a LaLiga não pode ficar de braços cruzados. Não é um tema do Barça, é um tema do futebol espanhol. Hoje é do Barça, mas amanhã pode ser do Real Madrid, do Atlético", completou.

Deixe seu comentário