Pela semi da Taça de Portugal, Braga quer manter boa fase contra o Rio Ave

São Paulo, SP

04-02-2016 08:44:35

Bem colocado no Campeonato Português, o Braga espera manter a boa fase na Taça de Portugal (foto: Divulgação/SC Braga)
Bem colocado no Campeonato Português, o Braga espera manter a boa fase na Taça de Portugal (foto: Divulgação/SC Braga)

De olho na final da Taça de Portugal, Braga e Rio Ave se enfrentam nesta quinta-feira, em primeiro jogo da semifinal da competição. Jogando no Estádio Municipal de Braga, o time da casa espera contar com o apoio da torcida.

Para chegar à semifinal, os Braguistas passaram pelo Arouca, vencendo em casa por 2 a 0. Já o Rio Ave venceu sem dificuldades o Estoril, aplicando 3 a 0.

O Braga vive boa fase no Campeonato Português. Na quarta colocação, a equipe não sabe o que é perder há três rodadas. E os números são favoráveis para o time. Na última partida contra o Rio Ave, os Braguistas foram impiedosos e aplicaram uma goleada de 5 a 1.

O Braga possui um título da competição, conquistado em 1965-66, e chegou à final na última temporada, quando foi derrotado pelo Sporting.

Um dos principais jogadores de Portugal nos últimos anos, o atacante Hélder Postiga foi anunciado como novo reforço do Rio Ave. Apesar da grande contratação, o técnico da equipe, Pedro Martins, garantiu que o atacante não estará disponível para o duelo desta quinta-feira.

Sétimo colocado no Campeonato Português, os Vilacondenses vêm de vitória sobre o Vitória de Setubal, por 2 a 1.

“Temos muita vontade de chegar ao Jamor (onde ocorre a final da Taça de Portugal). Sinto que a equipe está preparada e com muita vontade de atingir este objetivo. Trabalhamos muito bem estes últimos dias”, comentou o comandante.

O segundo jogo da semifinal acontece no dia três de março, na casa do Rio Ave.

“É a primeira parte de um jogo de 180 minutos, por isso, a partida tem que ser jogada com muita cautela. Estamos convictos que vamos fazer um bom jogo e trazer um bom resultado para Vila do Conde”, finalizou o treinador Pedro Martins.

Deixe seu comentário