Gazeta Esportiva

MLS adia partida do Nashville devido a contágio de cinco jogadores

AFP - São Paulo,SP

07/07/20 | 20:29

A Liga Americana de Futebol (MLS) adiou o primeiro jogo do Nashville SC no torneio de retomada do campeonato nesta terça-feira (7) devido ao contágio de cinco de seus jogadores pelo novo coronavírus.

A MLS, que submeteu outros quatro jogadores do Nashville SC a testes adicionais, está avaliando se a equipe poderá participar do torneio que começa na quarta-feira na Disney World (em Orlando, na Flórida) ou se será a segunda franquia a se retirar após o abandono do FC Dallas na segunda-feira.

Nashville pode seguir o caminho do FC Dallas e abandonar o torneio de retomada da MLS (Foto: Divulgação/Nashville SC)

Por enquanto, o jogo entre Nashville SC e Chicago Fire FC na quarta-feira foi adiado, portanto o dia de abertura do torneio 'MLS is Back' oferecerá apenas o duelo local entre equipes do estado da Flórida: Orlando City e Inter Miami, que tem como um de seus donos o ex-craque inglês David Beckham.

A MLS explicou que dois jogadores do Nashville SC, que chegou a Orlando em 3 de julho, testaram positivo para o novo coronavírus no fim de semana e os outros três receberam os resultados na noite de segunda-feira.

"Além disso, quatro jogadores receberam resultados inconclusivos e requerem testes adicionais (...) A MLS continuará avaliando a participação do Nashville SC no Torneio Especial MLS is Back após receber os resultados adicionais dos testes", afirmou a liga.


Na segunda-feira, o FC Dallas foi retirado do torneio devido ao contágio de 10 de seus jogadores e um membro de sua comissão técnica. A liga explicou que, até segunda-feira, 13 dos 557 jogadores que já estão no hotel de concentração da Disney World haviam testado positivo para coronavírus, ao qual agora deve-se adicionar pelo menos os três últimos casos do Nashville SC.

A MLS, cuja temporada regular está suspensa desde 12 de março, organizou o torneio na sede exclusiva do complexo esportivo da Disney World, na tentativa de manter os jogadores protegidos contra o vírus. Nas últimas semanas, os casos nos Estados Unidos dispararam e a Flórida foi particularmente atingida, com mais de 100.000 novas infecções registradas desde meados de junho.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário