Futebol/Copa Ouro

México vence EUA e conquista o oitavo título da Copa Ouro

São Paulo , SP
08/07/2019 00:10:22 — 08/07/2019 00:23:26

Em: Escolha do editor, Estados Unidos, Futebol Internacional, México

O México conquistou a Copa Ouro 2019 na noite deste domingo. Jogando em Chicago, nos Estados Unidos, o time dirigido pelo argentino Gerardo Martino venceu a seleção da casa por 1 a 0 na decisão do torneio, com gol de Jonathan Santos, ex-Barcelona e atualmente no Los Angeles Galaxy.

Com a vitória, o México aumenta sua supremacia na América do Norte. Agora, o país conta com oito títulos da Copa Ouro, uma vez que havia vencido as edições de 1993, 1996, 1998, 2003, 2009, 2011 e 2015. Já os Estados Unidos, que poderiam alcançar o rival, seguem com seis troféus.

Com gol de Jonathan dos Santos, México bateu os EUA na final da Copa Ouro (Foto: Kamil Krzaczynski/AFP)

O Jogo – Os Estados Unidos começaram melhores e quase abriram o placar aos sete minutos. Após receber lançamento, Jozy Altidores limpou o marcador na entrada da área, saiu na cara do goleiro, mas mandou para fora.

O México acordou e respondeu pouco depois: em boa jogada pela esquerda, Rodolfo Pizarro cruzou rasteiro para o meio da área. Andrés Guardado veio de trás e chegou batendo, mas foi travado e viu a bola sair por cima do gol.

O time de Gerardo Martino cresceu e pressionou até o final do primeiro tempo, porém não conseguiu furar o bloqueio rival. O panorama continuou o mesmo na etapa complementar.

Aos 17 minutos, Edson Álvarez bateu cruzado, e Raúl Jiménez, livre na entrada da área, desviou o chute, mas pegou mal na bola e facilitou a defesa do goleiro Zackary Steffen.

De tanto insistir, o México finalmente conseguiu abrir o placar. Aos 27 minutos, após boa trama pela direita, Jiménez fez o pivô e, de calcanhar, tocou para Jonathan dos Santos chutar forte na entrada da área. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

Nos minutos finais, os Estados Unidos partiram para o tudo ou nada em busca do empate. Aos 43, Cristian Roldan pegou rebote de cruzamento dentro da grande área e soltou a bomba, mas a bola pegou no defensor do México, que segurou a pressão para faturar o título.