Henry exalta métodos de Guardiola: "Voltei a aprender a jogar aos 30 anos"

São Paulo, SP

29-08-2018 12:09:18

Em 2008, Pep Guardiola assumiu o comando do Barcelona e deu início a uma nova era no futebol, marcada por um estilo de jogo inédito para os padrões que já tinham sido vistos até então. No entanto, o início deste projeto provavelmente não teria sido possível sem um elenco da qualidade daquele dos blaugranos.

Um dos principais nomes e mais consolidados do plantel, Thierry Henry, com 30 anos, já havia passado por grandes momentos na carreira. Mesmo assim, como o mesmo faz questão de ressaltar, o fato não altera em nada o esplendor com que absorveu os ensinamentos do então recém-formado técnico.

"Voltei a aprender a jogar futebol aos 30 anos, depois do que já tinha conseguido com Arsenal, Monaco, Juventus – ainda que por pouco tempo – e também a nível de seleção. Comecei a ver e a entender o jogo de outra forma. A compreender melhor o espaço, a importância de ficarmos na nossa posição e darmos sempre 100 por cento. Mesmo quando fazíamos pausas nos treinos para beber água tínhamos de ir e voltar a correr. Ele pensava em todos os pormenores", afirmou o francês, à emissora Sky Sports, falando sobre o atual treinador do Manchester City.

Na visão de Henry, Guardiola é tão inteligente que às vezes acaba não sendo compreendido direito. Segundo o ex-atacante, o espanhol se apega a tantos detalhes que chega a ser difícil acompanhar seu raciocínio.

"Por vezes, Guardiola é demasiado inteligente, e por isso acaba se metendo em problemas. Vê muitas coisas ao mesmo tempo, que quer corrigir ou alterar. Já aconteceu de mudar de tática cinco vezes numa hora", completou.

Juntos, Henry e Guardiola conquistaram uma Liga dos Campeões, uma Supercopa da Uefa, um Mundial de Clubes da Fifa, dois Campeonatos Espanhóis, uma Copa do Rei da Espanha e uma Supercopa da Espanha. O francês deixou o clube catalão em 2010, mas a supremacia do treinador com os grenás continuaria até 2012.

Deixe seu comentário