Fifa anuncia que irá fiscalizar bem-estar de trabalhadores no Catar

São Paulo, SP

22-04-2016 09:58:14

Ao final de sua visita de dois dias ao Catar, o presidente da Fifa, Gianni Infantino anunciou nesta sexta-feira a criação de um órgão de supervisão com membros independentes para monitorar as condições de trabalho e garantir jornadas de bem-estar decente nas obras dos estádios para a Copa de 2022.

“Ao longo das últimas semanas tenho acompanhado de muito perto as discussões sobre a Fifa e os Direitos Humanos, particularmente em torno da Copa do Mundo da Fifa de 2022 no Catar. Eu vi as medidas tomadas pelo Comitê Supremo e estou confiante de que estamos no caminho certo”, comentou Infantino.

A entidade planeja, com a fiscalização, criar uma referência em termos de condições sustentáveis e justas de trabalho para que no futuro, todos os trabalhadores do Catar usufruam de melhores direitos, independentemente de seu setor. Assim, o combate as denúncias de trabalho escravo e situações exploradoras nas jornadas de trabalho no país poderá ser eficaz não só para a Copa, mas para as demais atividades assalariadas.

Infantino reiterou que, como um órgão esportivo global, a principal responsabilidade da Fifa é organizar os eventos relacionados a futebol. No entanto, questões trabalhistas, especialmente no setor da construção são um desafio global, e, portanto, exige colaboração de todos para que avanços sejam alcançados. "Levamos nossa responsabilidade a sério e estamos empenhados em fazer a nossa parte", concluiu o presidente.

Deixe seu comentário