Comitê para discutir reforma na Fifa teve primeira sessão nesta quarta

São Paulo, SP

02-09-2015 16:16:15

Implantado após reunião do Comitê Executivo da entidade, em meados de julho, o Comitê de Reforma da Fifa teve sua primeira reunião realizada na tarde desta quarta, em Berna, na Suíça. Coordenada por François Carrard, diretor-geral do COI por 14 anos, a reunião – que terá uma segunda sessão nesta quinta – vai definir os preceitos para uma mudança estatutária na entidade.

Nenhum dos 12 membros presentes na reunião, entre dirigentes de futebol e advogados, fizeram declarações à imprensa neste primeiro dia. Segundo a mídia local, um porta-voz da Fifa confirmou uma entrevista coletiva com os envolvidos para maiores esclarecimentos nesta quinta-feira, último dia de conversas. Além de Carrard, chefe do Comitê de Reforma, e Domenico Scala, líder do Comitê Independente de Auditoria, Joseph Blatter também esteve presente no evento e discursou.

O procedimento desta comissão, criada na esteira dos acontecimentos do fim de maio, que deflagraram um dos maiores esquemas de corrupção envolvendo o futebol, dar-se-á da seguinte forma: o italiano Scala, que tem a missão de reformar o Comitê Executivo, deverá entregar suas propostas para Carrard, que criará uma comissão de avaliadores. As medidas aceitas pelo Comitê de Reforma serão votadas pelas federações signatárias da Fifa em 2016.

Domenico Scala tem bandeiras já definidas – a limitação dos mandatos dos presidentes e a publicação dos salários dos funcionários – como forma de tentar aumentar a transparência da entidade, mas outras medidas mais profundas serão discutidas nos encontros desta semana. Após abrir mão de exercer o quinto mandato à frente da entidade e convocar novas eleições para o próximo ano, Joseph Blatter se contenta em acompanhar todos os passos de perto.

Membro do COI até 2003, quando a escolha de Salt Lake City para sediar os Jogos de Inverno do ano anterior gerou uma série de questionamentos, o suíço Carrard tem vasta experiência no comando de ações investigativas e, neste 2015, tem a missão de ponderar as principais mudanças a serem efetuadas na Fifa a partir da saída de Joseph Blatter, à frente da entidade desde 1998.

Deixe seu comentário