Benítez compara importância de CR7 no Real a de Pau Gasol para Espanha

São Paulo , SP
18/09/2015 09:49:30

Em: Futebol Espanhol, Futebol Internacional, Real Madrid
Artilheiro do Espanhol com cinco gols, CR& pode igualar Raúl como maior goleador do clube (Foto: Pierre Marcou/AFP)
Artilheiro do Espanhol, CR7 pode igualar Raúl como maior goleador do clube (Foto: Pierre Marcou/AFP)

Mostrando-se antenado aos demais estilos do esporte, Rafa Benítez chegou à sala de imprensa do Real Madrid nesta sexta sem deixar de comentar a vitória marcante do basquete espanhol na última quinta, que contou com atuação brilhante do pivô Pau Gasol para garantir vaga nos Jogos Olímpicos de 2016. Para o treinador, Cristiano Ronaldo é no Real o que Gasol é para a Espanha.

O português, que fez oito gols nos últimos dois jogos com o Real, tem 322 gols pela equipe espanhola e está a apenas um de igualar os números de Raúl, como maior artilheiro da história do clube. “O que eu quero é o que vimos ontem com a seleção de basquete da Espanha: que o jogador mais importante, que é Cristiano, ajude a equipe a ganhar títulos. Que se trabalhe bem como equipe e que um jogador faça a diferença”, falou Benítez.

Cristiano, que na última temporada marcou cinco gols na goleada de 9 a 1 do Real sobre o Granada, a maior da última edição da competição, não terá a companhia de Gareth Bale no ataque. Lesionado, o galês se junta a James Rodríguez, Danilo e Sergio Ramos no departamento médico. Varane, que foi substituído contra o Shakhtar por conta das dores, treinou normalmente nesta sexta e deve voltar à defesa.

“Não temos tantas lesões, são as que uma equipe grande, que joga com intensidade e que teve uma pré-temporada contra rivais de nível pode ter. Estamos dentro dos números normais, dois dos lesionados tiveram problemas com suas seleções (James e Danilo), Gareth é coisa de agora e as outras lesões são traumáticas, portanto, difíceis de prever”, comentou.

Bale, que já teve lesão parecida no tornozelo em abril, ficando fora de três partidas, deve se ausentar dos treinos durante, ao menos, duas semanas. Sem o camisa 11, nem o armador James Rodríguez, é possível que Rafa Benítez mude o esquema tático da equipe para fortalecer o meio-campo, optando por três volantes, com Modric ou Kroos mais adiantado. O Real recebe o Granada às 11 horas (de Brasília) deste sábado.