Associação LGBT pede investigação dos insultos de Koke a CR7

São Paulo, SP

21-11-2016 15:08:50

Depois da discussão entre Cristiano Ronaldo e Koke, onde o espanhol teria chamado o gajo de "marica", a Associação de defesa LGBT enviou um comunicado à Liga Profissional de Futebol (LFP) exigindo investigação aos insultos homofóbicos sofridos pelo craque português.

Segundo matéria do jornal Mundo Deportivo, a associação Arcópoli, que luta pelos direitos LGBT, transmitiu todo seu "carinho e apoio" ao jogador do Real Madrid, e acredita que, se os insultos forem investigados, Koke poderá ser punido.

"O jogador do Real Madrid, Cristiano Ronaldo, vem sofrendo casos homofóbicos em diferentes campos de futebol durante as partidas do Campeonato Espanhol, ante impunidade dos responsáveis pelos estádios", disse a associação.

A discussão entre CR7 e Koke aconteceu na partida entre Real e Atlético de Madrid, no último final de semana. Jogando no Vicente Calderón, estádio do Atléti, Cristiano Ronaldo marcou três gols e comandou a vitória dos galáticos sobre o rival, por 3 a 0. Com o resultado, o Real aumentou sua vantagem na liderança do Campeonato Espanhol.

 

Deixe seu comentário