Futebol Internacional/Copa do Rei da Espanha

Ancelotti admite dificuldades para clássico de Madri e evita falar do Barça

GazetaEsportiva.net - Madri, - Espanha
06/01/2015 13:33:00

Em: Campeonatos, Futebol, Futebol Espanhol, Futebol Internacional

Às vésperas do jogo de ida das oitavas de final da Copa do Rei da Espanha, que acontecerá no Vicente Calderón, entre Real Madrid e Atlético de Madri, o técnico Carlo Ancelotti foi sabatinado pelos jornalistas e tentou se esquivar das perguntas sobre o arquirrival Barcelona, que vem atravessando um momento de instabilidade. Político, o italiano preferiu concentrar as análises no dérbi de Madri, que pode marcar a volta de Fernando Torres aos gramados pelo time colchonero após sete anos.

Apesar de tentar passar isento aos questionamentos envolvendo o rival catalão, Ancelotti viu como justa a decisão de Luis Enrique em barrar Messi e Neymar no último domingo, já que os atacantes tiveram férias mais espaçadas em comparação ao elenco. “Não conheço o vestiário do Barça, não posso opinar, cada um tem que tomar suas decisões visando melhorar o vestiário. Luis Enrique é a pessoa mais indicada para tomar essas decisões. Tomou uma decisão justa”, declarou detidamente.

Comentando sobre o jogo no Calderón, tendo em vista que o último enfrentamento entre as equipes resultou no título da Supercopa da Espanha para o Atlético de Madri, Ancelotti reconheceu as dificuldades. “Conhecemos bem [o campo], já jogamos lá muitas vezes e continuaremos jogando nesta temporada. [O Atlético] é uma equipe complicada porque é guerreira na marcação e muito organizada. Sempre tentamos fazer o melhor para ganhar, o Atlético é uma das melhores equipes da Europa”, apontou Ancelotti, que levou a melhor sobre Simeone na final da Liga dos Campeões em maio passado.

Minimizando a derrota para o Valência na última rodada do Espanhol, que colocou por terra a sequência de 22 vitórias do time merengue, Carlo Ancelotti acredita que a equipe não está desgastada apesar da maratona de jogos no final de ano, que envolveu, inclusive, o Mundial Interclubes no Marrocos. “Agora a equipe não está cansada porque já teve sete dias de férias. Todos estão bem e demonstraram isso na parte final do jogo contra o Valência, quando jogamos com muita intensidade. Não acredito que cheguemos cansados ao final da temporada”, falou o italiano, que rivaliza com Simeone e Joachim Low pelo título de melhor treinador da temporada.

Preferindo focar no Real, Ancelotti evita comentar do Barça e se preocupa com o clássico de Madri
Preferindo focar no Real, Ancelotti evita comentar do Barça e se preocupa com o clássico de Madri – Credito: AFP