Advogado envolvido no "Fifa Gate" se suicida ao ser citado em delação

São Paulo, SP

15-11-2017 18:04:25

Acusado de participar do "Fifa Gate", esquema de corrupção envolvendo os direitos de transmissão de grandes torneios, incluindo a Copa do Mundo, o advogado argentino Jorge Delhon se suicidou nesta terça-feira ao se jogar na linha de trem do bairro de Lanús, em Buenos Aires. As informações foram inicialmente divulgadas pelo jornal argentino Clarín.

Segundo o delator Alejandro Burzaco, ex-diretor da empresa de marketing Torneos y Competencias e que está em Nova York para depor e revelar a dinâmica de repasse de dinheiro aos criminosos envolvidos, Delhon teria recebido quantias milionárias entre 2011 e 2014 para colaborar no processo de compra dos direitos de transmissão de torneios da Fifa.

Além de Delhon, que era advogado do "Fútbol para Todos", programa do governo argentino que tinha como intenção levar as transmissões das competições do país à TV aberta, Alejandro Paladino, coordenador do programa, também foi outro beneficiado no esquema de corrupção.

Além da Torneo y Competencias, que admitiu ter subornado alguns dirigentes para obter os direitos de transmissão das Copas do Mundo de 2018, 2022, 2026 e 2030, a TV Globo e a Televisa, do México, também são acusadas pelo delator Alejandro Burzado de burlarem as regras para seguir transmitindo os principais eventos futebolísticos do planeta.

Deixe seu comentário