Canadá vence Suécia nos pênaltis e conquista o ouro do futebol feminino em Tóquio

AFP - São Paulo,SP

06-08-2021 12:50:46

O Canadá se tornou campeão olímpico no torneio de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, ao derrotar a Suécia por 3 a 2 nos pênaltis, nesta sexta-feira, em Yokohama, conquistando sua primeira medalha de ouro da história.

No tempo regulamentar, as suecas, que haviam perdido para a Alemanha na final dos Jogos do Rio-2016, marcaram com Stina Blackstenius (34). A meio-campista do Chelsea, Jessie Fleming, marcou pelo Canadá de pênalti (67).


Nessa definição, converteram para o Canadá Fleming, Deanne Rose, Julia Grosso, enquanto a goleira defendeu os chutes de Ashley Lawrence e Adriana Leon, e Vanessa Gilles perdeu.

As escandinavas foram mais erráticas, porém. Apenas Nathalie Bjorn e Olivia Schough marcaram, enquanto Asllani e a capitã Caroline Seger erraram, e os chutes de Anna Anvegard e Jonna Andersson foram defendidos.

As canadenses lideradas pela veterana Christine Sinclair sobem ao topo do pódio olímpico após os bronzes em Londres-2012 e Rio-2016.

No Canadá, Quinn, meio-campista, foi a primeira atleta transgênero a pendurar uma medalha olímpica na história dos Jogos.

As suecas, número cinco mundial, tiveram as chances mais claras e também o ouro ao alcance com o pênalti que Seger perdeu, além de terem trilhado um caminho mais sólido até a final, com cinco vitórias consecutivas.

Na fase de grupos, a Suécia venceu os Estados Unidos por 3 a 0, a Austrália por 4 a 2, e a Nova Zelândia por 2 a 0. Depois, venceu o Japão por 3 a 1 nas quartas de final e a Austrália por 1 a 0 nas semifinais.

Já as canadenses passaram de fase na segunda colocação, com empate em 1 a 1 contra Japão e contra Grã-Bretanha e derrotando o Chile por 2 a 1.

Nas quartas de final, derrotou o Brasil por 4 a 3 nos pênaltis, após placar de 0 a 0, e, nas semifinais, deu adeus aos Estados Unidos (1 a 0).

Deixe seu comentário