Gazeta Esportiva

Fifa corta investimentos à Conmebol e Concacaf, envolvidas em corrupção

São Paulo, SP

01/02/16 | 19:06 - 26/05/17 | 15:58

A Fifa suspendeu o financiamento que era repassado para a Conmebol e Concacaf nesta segunda-feira (Foto: FABRICE COFFRINI/AFP)
A Fifa suspendeu o financiamento que era repassado para a Conmebol e Concacaf nesta segunda-feira (Foto: FABRICE COFFRINI/AFP)

A Fifa cortou o financiamento a duas entidades que regulam o futebol na América. Após o envolvimento de dirigentes da Concacaf e da Conmebol nos escândalos de corrupção, ambas as entidades não receberão verbas até segunda ordem.

A Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe e a Confederação Sul-Americana de Futebol estão no olho do furacão de uma das maiores investigações sobre corrupção no futebol realizada nos últimos anos. 41 indivíduos e entidades foram indiciadas nos Estados Unidos por crimes de corrupção.

“Nós podemos confirmar que em meio aos procedimentos envolvendo membros da Concacaf e Conmebol, a Fifa cortou as contribuições à essas duas entidades e irá manter a decisão até segunda ordem”, revelou um porta-voz da entidade que regula o futebol mundial.

A Fifa também assumiu que estuda medidas para aumentar o nível de clareza e assim combater a corrupção no futebol. Com isso, a entidade poderia voltar a liberar fundos no futuro. “Atualmente estamos estudando medidas adicionais a serem tomadas para aumentar o nível de clareza o que pode permitir à Fifa liberar tais fundos novamente no futuro”.

Membros da Concacaf como Jack Warner, de Trinidad e Tobago, Jeffrey Webb, das Ilhas Cayman, e o hondurenho Alfred Hawit foram indiciados por corrupção. Já os paraguaios Nicoláz Leóz e Juan Angel Napout, que representavam a Conmebol, também enfrentam acusações. Neste ano, as duas entidades se reunirão para a realizar a Copa América em comemoração ao centenário da Conmebol.

Deixe seu comentário