Fifa confirma abertura de investigação contra Marco Polo Del Nero

São Paulo, SP

03-12-2015 10:10:18

Del Nero corre o risco de ser indiciado pelo FBI no esquema de corrupção da Fifa (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Del Nero corre o risco de ter que deixar o cargo de presidente da CBF (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Em um processo semelhante ao que ocorreu com Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, Jérôme Valcke, ex-secretário geral da entidade máxima do futebol, e Michel Platini, ex-presidente da Uefa, o presidente da CBF Marco Polo Del Nero está sendo investigado pelo Comitê de Ética da Fifa.

“Abrimos procedimento formal na Câmara de Investigação do Comitê de Ética no dia 23 de novembro contra o senhor Del Nero. Posso confirmar isso agora. O motivo é uma suspeita de diversas infrações às regras de ética da Fifa. É uma suspeita”, declarou o porta-voz do Comitê, Andreas Bantel, em entrevista ao Globoesporte.com.

Caso sejam confirmadas as infrações, Del Nero pode ter que deixar o cargo de presidente da CBF. Algo parecido com o ocorrido com Blatter, Valcke e Platini, que estão banidos de qualquer atividade ligada ao esporte devido a suspensão de 90 dias (que pode ser prorrogada por mais 45 dias).

Del Nero também é suspeito de ter recebido propina e estar envolvido em outros escândalos de corrupção. O dirigente está na mira da Justiça americana e, por conta disso, tem evitado deixar o Brasil, com medo de ser preso fora do país e acabar extraditado para os EUA.

Marco Polo, inclusive, deixou de acompanhar a Seleção Brasileira em amistosos e partidas pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Além disso, o presidente da CBF não compareceu a reuniões do Comitê Executivo da Fifa, tanto que deixou o cargo da entidade, sendo substituído pelo vice-presidente da CBF Fernando Sarney.

Deixe seu comentário