Ferdinand quer liderar luta por mais técnicos negros na Inglaterra

São Paulo, SP

13-09-2015 09:27:42

O ex-zagueiro Rio Ferdinand, que pendurou as chuteiras em maio deste ano, tem agora uma nova “missão”: abrir espaço para mais oportunidades a técnicos negros nos clubes da Inglaterra. O ex-capitão do Manchester United e da seleção inglesa enxerga uma grande disparidade entre o número de jogadores e treinadores afrodescendentes no país.

“A quantidade de jogadores negros que vieram e jogaram neste país, na Premier League e pela Inglaterra não é refletido no sistema de treinadores. Você pode pensar que há apenas uma disparidade ali. Isso é um problema, você não pode mentir e negar esse problema quando olha para a classe e vê a escassez de negros”, disse.

Ferdinand vem realizando cursos e se preparando para seguir carreira como técnico em um futuro. Para ele, o momento não é de apenas falar sobre ideais de igualdade no futebol de maneira abstrata. “É mais que apenas gritar sobre isso. É fazer”.

O ex-zagueiro enxerga sua entrada no meio como uma forma de abrir caminho rumo à igualdade. “Se um negro vai e consegue ter uma oportunidade de fazer seu trabalho bem, isso quebra várias barreiras. As pessoas têm que batalhar e evoluírem. Pegar suas qualidades e ir em frente”, finalizou.

Ferdinand encerrou sua carreira em maio deste ano, pouco depois da morte da sua esposa devido a um câncer, quando atuava pelo Queens Park Rangers. Antes disso, marcou época no United, onde jogou de 2002 a 2014, sendo um dos líderes da equipe em cinco conquistas do Campeonato Inglês e em uma Liga dos Campeões. Pela seleção inglesa, Ferdy jogou 81 vezes e marcou três gols.

Deixe seu comentário