Chapecoense

Arena Corinthians | 01/08/2018

Corinthians encerra tabu e sai na frente da Chape na Copa do Brasil

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
01/08/2018 23:40:34 — 02/08/2018 00:19:53

Em: Chapecoense, Copa do Brasil, Corinthians, Escolha do editor, Futebol

O Corinthians contou mais uma vez com um Romero inspirado para quebrar um dos poucos tabus negativos da Arena Corinthians. Triunfante pelo placar de 1 a 0, construído com uma cabeçada do paraguaio ainda no primeiro tempo, o Timão venceu a Chapecoense pela primeira vez no seu estádio após quatro duelos. De quebra, o Timão ainda leva a vantagem de poder empatar o o jogo em Chapecó para assegurar uma vaga na semifinal da Copa do Brasil.

O embate de volta está marcado para o dia 15 deste mês, daqui duas semanas, e será realizado na Arena Condá, às 21h45 (de Brasília). Antes disso, no entanto, os comandados de Osmar Loss terão pela frente a equipe do Atlético-PR, às 21h (de Brasília) do sábado, em Itaquera, enquanto a Chape segue em viagem, dessa vez para o Recife, onde, às 19h (de Brasília) do domingo, enfrenta o Sport.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Corinthians começa elétrico

Loss disse na entrevista concedida pré-jogo que os primeiros minutos de um jogo mata-mata normalmente são mais estudados, sem tantos riscos, mas o seu discurso não foi reproduzido no confronto da sua equipe com a Chape. Após uma pressão inicial, o Alvinegro saiu na frente ao mostrar uma virtude já conhecida dos últimos anos, cada vez mais característica também do trabalho do novo treinador.

Aos seis minutos, Cássio saiu bem em escanteio e ficou com a bola. O goleiro pediu alguém pela esquerda, mas não foi atendido, optando por um longo – e preciso – lançamento para Pedrinho. O canhoto dominou bem, cortou para o pé bom e cruzou na medida para Romero, que testou no canto de Jandrei para abrir o placar. Muita festa na Arena, principalmente para o arqueiro, celebrado por todo o banco de reservas.

O Timão seguiu melhor por cerca de 30 minutos, trocando passes rápidos e mantendo a Chape bem longe do seu gol. A vantagem poderia ter sido ampliada aos 25, quando Pedrinho recebeu na entrada da área e chutou forte, carimbando o travessão Pouco depois, Avelar recebeu do garoto dentro da área, mas acabou encaixotado pela marcação e não consegui dar seguimento a outro bom lance do ataque alvinegro.

Até então apenas assistindo os donos da casa, a Chape passou a se soltar aproveitando a velocidade de Eduardo pelo lado direito. Sem pensar muito nas jogadas, o lateral colocou na frente sempre que pôde e conseguiu faltas e escanteios. Em um deles, a bola foi desviada na primeira trave por Amaral, mas Wellington Paulista não alcançou para mandar ao gol. Um susto que os corintianos levaram consigo para o intervalo.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Chape melhora, mas tabu é quebrado

A volta para o segundo tempo mostrou uma Chape mais confiante na troca de passes e retendo a posse de bola. Gilson Kleina, aparentemente satisfeito com a postura da sua equipe e com a desvantagem mínima para o jogo da volta, ele ainda tirou de campo o meia Osman para colocar Márcio Araújo. O volante posicionou-se para dar mais segurança na entrada da área e liberar Elicarlos para o ataque.

Os catarinenses se soltaram para o ataque aos poucos enquanto o Timão parecia mais cansado. Com uma intensidade muito abaixo da demonstrada na primeira etapa, Loss deslocou Pedrinho para a função de centroavante, voltando Romero para a ponta direita. O paraguaio, como sempre, dobrou a marcação com Fagner e facilitou o trabalho de marcação pelos lados, grande trunfo da Chape até então.

Os visitantes, sem se exporem tanto, conseguiram alguns lances de perigo em flatas na entrada da área, ambas cometidas de forma infantil pelo volante Douglas. Bruno Pacheco, porém, não mostrou a mesma precisão do primeiro tempo e isolou os dois chutes a gol. O lance de maior perigo saiu dos pés de Eduardo, que arriscou da entrada da área e exigiu boa defesa de Cássio, espalmando para longe.

Loss procurou dar pernas mais descansadas ao seu ataque trocando todos menos Romero da linha de quatro atletas à frente. Foi do paraguaio, porém, quem continuou a ditar as ações na frente. Único que segurou a posse na frente, criou bom lance ao dar lindo passe para Sheik, que invadiu a área e bateu cruzado, mas para fora. Depois, nos acréscimos, Araos arrancou bem e exigiu boa defesa de Jandrei.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 CHAPECOENSE

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 1º de agosto de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Alessandro Alvaro Rocha de Matos
VAR: Pericles Bassols (principal), Bruno Boschilia e Dewson Freitas (apoio)
Público: 23.624 pagantes
Renda: R$ 931.506,17
Cartões amarelos: Douglas, Jadson e Marquinhos Gabriel (Corinthians); Amaral (Chapecoense)
Gols:
CORINTHIANS: Romero, aos seis minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Romero, Pedrinho (Emerson Sheik), Jadson (Araos) e Mateus Vital (Marquinhos Gabriel)
Técnico: Osmar Loss

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos e Yann Rolim (Canteros); Wellington Paulista, Osman (Márcio Araújo) e Bruno Silva (Guilherme)
Técnico: Gilson Kleina