Citadini promete apelar à Justiça por direito de ser candidato

São Paulo, SP

17-01-2018 16:42:34

Antonio Roque Citadini se manifestou nesta quarta-feira, dois dias após ter a sua candidatura à presidência do Corinthians impugnada pela comissão eleitoral do clube. Vice-presidente entre 2001 e 2004, ele prometeu apelar à Justiça pelo direito de concorrer com Andrés Sanchez, Felipe Ezabella, Paulo Garcia e Romeu Tuma Júnior no pleito de 3 de fevereiro.

“Estamos trabalhando em duas frentes, internamente, com um recurso no conselho, e ainda na área do Judiciário”, avisou Citadini, que espera resolver o problema sem a necessidade de um litígio judicial. “Isso não é bom. Mas, se não tiver outro caminho, trataremos lá.”

Citadini teve a sua candidatura impugnada por exercer o cargo de conselheiro do Tribunal de contas do Estado de São Paulo (TCESP), o que o impediria de assumir um posto administrativo no Corinthians. Em sua defesa, ele lembra que já participou da gestão do clube e foi candidato na eleição anterior.

Citadini ainda se disse perseguido por ser, segundo ele, a principal ameaça à eleição de Andrés Sanchez, que comandou o Corinthians entre 2007 e 2011 e fez de Mário Gobbi e Roberto de Andrade os seus sucessores. Ele acusa o grupo de desembargadores da comissão eleitoral do clube de ter vínculo com a chapa Renovação e Transparência, do adversário.

Deixe seu comentário