Chivas vence Toronto nos pênaltis e jogará o Mundial de Clubes da Fifa

São Paulo, SP

26-04-2018 00:42:36

O Chivas Guadalajara é o grande campeão da Liga dos Campeões da Concacaf. Após vencer o jogo de ida contra o Toronto por 2 a 1, no Canadá, os mexicanos receberam os rivais no estádio Akron nesta quarta-feira e acabaram sofrendo a derrota no tempo regulamentar pelo mesmo placar, fato que forçou os pênaltis. Na marca da cal, no entanto, os anfitriões tiveram mais sorte (4 a 2) e acabaram assegurando o título, que os dá o direito de disputar o Mundial de Clubes da Fifa em 2018.

A conquista do Chivas mantém a supremacia dos times mexicanos no torneio continental. Desde 2006 o título da Liga dos Campeões da Concacaf não sai do México - o último time a vencer a 'Concachampions' sem ser mexicano foi o Deportivo Saprissa, da Costa Rica. Já o Toronto FC perdeu a grande oportunidade de quebrar o tabu e se tornar a primeira equipe da América Anglo-Saxônica a vencer a competição.

Após vencer a primeira edição do torneio, em 1962, Chivas se sagrou bicampeão nesta quarta-feira (Foto: ULISES RUIZ/AFP)

O jogo – O Toronto FC sofreu um duro baque logo aos 18 minutos de partida. Precisando da vitória por dois gols de diferença para ficar com o título, a equipe canadense ficou em situação ainda pior quando Pineda recebeu excelente passe de Pizarro nas costas do brasileiro Auro, ex-São Paulo, e precisou apenas tirar o goleiro para abrir o placar para o Chivas.

Daí em diante, o caminho mais curto para o Toronto seguir na briga pelo título continental era fazer dois gols e lavar a decisão para os pênaltis. Bastante persistentes, os canadenses não se abalaram com o gol e conseguiram chegar ao empate pouco depois, aos 25 minutos, com Altidore. O norte-americano recebeu cruzamento rasteiro de Hasler e não desperdiçou, empurrando para o fundo das redes.

Ciente de que o empate em 1 a 1 não servia para nada, o Toronto ganhou confiança com o gol de Altidore e seguiu pressionando os donos da casa em busca da virada, que aconteceu pouco antes de as equipes irem para o intervalo, aos 44 minutos. Giovinco recebeu de Delgado na ponta esquerda e, da entrada da área, bateu certeiro para vencer o goleiro Cota e manter o sonho do título vivo para a franquia da MLS.

Já no segundo tempo o jogo ficou ainda mais equilibrado. Propondo mais o jogo na tentativa de buscar o empate e assim ficar com o título da Liga dos Campeões da Concacaf, o Chivas teve sua principal oportunidade da etapa complementar aos 40 minutos, quando Lopez invadiu a área rente à linha de fundo e bateu em cima do goleiro Bono, que fechou o ângulo muito bem e pôde bloquear o arremate, forçando a decisão nos pênaltis.

Pênaltis - Alanis começou batendo para o Chivas Guadalajara e converteu. Giovinco, principal nome do Toronto, cobrou logo em seguida e deixou tudo igual. Godinez voltou a colocar os donos da casa na frente, batendo muito bem. Já Osorio deu uma ciscada antes de finalizar e acabou carimbando o travessão. Pulido manteve os mexicanos à frente, Delgado descontou para os visitantes. Aldivar também converteu e precisou apenas aguardar o chute de Bardley, que passou muito acima do travessão, para sua equipe comemorar o título continental.

 

Deixe seu comentário