Futebol/Bastidores

CBF divulga números da comissão técnica de Tite na Seleção

São Paulo , SP
27/12/2017 10:07:08 — 27/12/2017 13:11:42

Em: Bastidores, Brasil, Futebol, Futebol Internacional

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, na manhã desta quarta-feira, o “balanço” da comissão técnica da Seleção Brasileira, comandada pelo técnico Tite. Os números são refentes ao ano de 2017, e mostram dados curiosos, como quantas partidas os representantes assistiram “in loco” na atual temporada.

A Seleção do técnico Tite realizou 11 partidas em 2017, tendo vencido oito jogos, empatado dois e perdido apenas um. O saldo de gols também é positivo. Implantando um esquema de jogo que prioriza a defesa, mas também ataca com qualidade, quase sempre com o trio ofensivo composto por Neymar, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus, a Amarelinha marcou 21 gols e sofreu quatro.

Tite e sua comissão técnica perderam apenas uma partida em 2017 (Foto: Pedro Marints/MoWa Press)

Em 2017, Tite e seus companheiros de comissão técnica comandaram 33 treinos táticos ou técnicos, somando 23 horas e 19 minutos de atividades práticas.

Considerada por muitos especialistas como um dos pontos fortes da atual comissão de Tite e Edu Gaspar, os observadores técnicos acompanharam 138 partidas “in loco”, ou seja, nos estádios. Foram 73 jogos internacionais e 65 em solo brasileiro. Além disso, a comissão técnica também visitou 36 clubes, entre equipes nacionais, europeias e chinesas.

Nesta temporada, a Seleção Brasileira disputou as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, e terminou a competição na primeira colocação, tendo sido a primeira seleção a se classificar para a competição que acontece na Rússia, entre junho e julho do próximo ano — a Rússia foi a primeira seleção a garantir vaga na Copa por ser a sede do torneio.

Os primeiros compromissos de Tite e companhia em 2018 são partidas amistosas, que prometem muita dificuldade para a Seleção. No dia 23 de março, a equipe enfrenta a Rússia, em Moscou. Já no dia 27 do mesmo mês, o confronto será com a Alemanha, em Berlim, no primeiro duelo entre as seleções após o fatídico “7 a 1”, ocorrido nas semifinais da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.