Braz nega ofensas a árbitro: “Me disse que eu estava sendo expulso pela falta”

São Paulo, SP

21-09-2015 15:38:15

As polêmicas acerca do clássico entre Santos e Corinthians, vencido pelo Timão por 2 a 0, na Vila Belmiro, ainda não se encerraram. Na partida, o zagueiro do Peixe foi expulso de forma confusa, segundo a súmula, por reclamação após marcação de pênalti. O defensor criticou a atitude do árbitro Flávio Rodrigues Guerra e negou que tenha ofendido o juiz.

“Sabíamos que o árbitro ia colocar na súmula que eu o xinguei, o Dorival afirmou que tinha certeza, isso era a maior defesa dele. Primeiro, ele me disse que estava sendo expulso pela falta que tinha feito. Foi injusto, não ofendi o árbitro nem antes nem depois do cartão. Não falei palavrão, nem citei o nome do Corinthians. Apenas perguntei o motivo, e ele ficou quieto, sem resposta. Só saí de campo porque sabia que as imagens iam mostrar que eu estava fora do lance”, afirmou em entrevista ao programa Seleção Sportv.

A jogada aconteceu aos 35 minutos do segundo tempo do clássico disputado neste domingo. Na ocasião, o lateral esquerdo Zeca deu um carrinho no atacante Vagner Love dentro da área. O árbitro admitiu que não conseguiu detectar quem havia sido o responsável pela falta e acabou expulsando o zagueiro David Braz.

Porém, de acordo com o que Flávio Rodrigues Guerra relatou na súmula, o cartão vermelho mostrado ao jogador santista ocorreu por reclamação após a penalidade máxima ter sido ser marcada, o que gerou revolta no elenco santista.

Deixe seu comentário