COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Graham Arnold é atualmente treinador do Sydney FC (Foto: Reprodução/ Facebook Sydney FC)

A Seleção Australiana de futebol anunciou nesta quinta-feira seu novo treinador. Porém, para iniciar o trabalho apenas após a participação na Copa do Mundo da Rússia. Depois de contratar Bert van Marwijk para dirigir a equipe nacional durante a disputa do Mundial e deixado claro um novo projeto com um novo treinador, a Federação anunciou o atual comandante do Sydney FC, Graham Arnold, para liderar o “projeto 2022”.

“Me sinto bem aqui. Já estou sendo chamado de “Arnie” pelo presidente. Estou honrado por estar aqui, sou um australiano muito orgulhoso. Sou apaixonado pelo futebol neste país. Estarei na Rússia como um dos milhões de torcedores da Austrália, pensando em aprender muito com Bert e, claro, sonho em ganhar uma Copa do Mundo”, disse o novo treinador, apresentado nesta quinta-feira.

As informações vindas da imprensa australiana dão conta de que a ideia da Federação era contar com o novo comandante desde a saída de Ange Postecoglou, demitido após a classificação para a Copa na repescagem. Entretanto, Arnold optou por cumprir com o compromisso que possui junto ao Sydney FC até o fim da temporada e assumir o posto apenas após o Mundial.

Visando o projeto de disputar a Copa do Mundo de 2022, no Catar, o treinador assume pela segunda vez a seleção da Austrália. A primeira aconteceu de forma interina, por apenas cinco jogos, depois do Mundial de 2006, substituindo Gus Hiddink, de quem foi assistente na competição disputada na Alemanha.

Atual campeão do Campeonato Australiano, Graham Arnold está perto de conquistar o bi, estando oito pontos a frente do segundo colocado restando apenas cinco rodadas. No comando do clube desde 2014, ainda soma a conquista, nesta temporada, da Copa da Austrália.



A cabeleira de Valderrama sempre foi sua marca registrada e se destacava dos outros jogadores (Foto: Divulgação/Federação Colombiana de Futebol)

Carlos Valderrama foi contratado como comentarista de uma emissora russa para a próxima Copa do Mundo. O icônico jogador das Copas de 90, 94 e 98 prometeu algo bastante inusitado caso a seleção colombiana conquiste a competição: raspar a sua marca registrada, seus cabelos loiros e encaracolados.

“Acredito que temos totais condições de sonhar com o título. Se atingirmos esse objetivo raspo o meu cabelo. Não é todo dia que se ganha uma Copa do Mundo e não podemos deixar essa oportunidade passar”, afirmou.

“El Pibe”, como é chamado, estará ao lado de José Mourinho, técnico do Manchester United, e Peter Schmeichel, ex-goleiro da seleção dinamarquesa e considerado um dos melhores da história. Valderrama participou de 111 partidas pela Colômbia e marcou 11 gols. No grupo H, a seleção sul-americana disputa vaga com Japão, Polônia e Senegal.

 



Camille Abily, jogadora da seleção francesa, é também embaixadora da UEFA para o desenvolvimento do futebol feminino e da Copa sub-20 de 2018 (Foto: Divulgação Fifa)

No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, serão sorteadas as chaves de grupos da Copa do Mundo feminina sub-20, que acontecerá na França entre 5 e 24 de agosto deste ano. São 16 seleções divididas em quatro grupos, que disputarão a nona edição da competição.

A França, como país-sede, Alemanha, Coreia do Norte e Japão, que possuem maior número de pontos no ranking da Fifa das últimas cinco Copas sub-20, são as cabeças de chave. A cerimônia de sorteio será realizada em Rennes, na França, e terá a presença do técnico da Seleção Brasileira sub-20, Doriva Bueno.

As 26 atletas convocadas, a base da equipe campeã do Sul-Americano da categoria, que foi disputado no Equador, em janeiro, estão desde 26 de fevereiro concentradas em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo, e lá permanecem até 18 de março, finalizando a primeira fase de preparações.

 



Estou triste pela derrota, muito mais triste por não estar em campo ajudando meus companheiros!! O que me deixa orgulhoso é ver o esforço de todos. Parabéns mon gars, ALLEZ PARIS 🤙🏽

Uma publicação compartilhada por Nj 🇧🇷 👻 neymarjr (@neymarjr) em

De sua mansão em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, o atacante Neymar usou as suas redes sociais para lamentar a derrota do Paris Saint-Germain por 2 a 1 para o Real Madrid, nesta terça-feira, no Parque dos Príncipes, e a consequente eliminação da equipe francesa nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

“Estou triste pela derrota, muito mais triste por não estar em campo ajudando meus companheiros! O que me deixa orgulhoso é ver o esforço de todos. Parabéns mon gars, ALLEZ PARIS”, escreveu o jogador em sua conta no Instagram.

Nesta tarde, o brasileiro não esteve em campo porque está se recuperando de uma cirurgia realizada no último sábado para corrigir uma fratura no quinto metatarso do pé direito. O técnico Unai Emery escalou o argentino Ángel Di María para substituí-lo.

Durante a partida, o craque publicou uma imagem de incentivo a seus companheiros com a seguinte mensagem: “Estou longe, mas estou com vocês”. Com o resultado, o Real Madrid avançou pelo placar agregado de 5 a 2, já havia vencido por 3 a 1 na Espanha. O próximo adversário do time merengue será conhecido por meio de sorteio, no dia 16.

Contratação mais cara da história do futebol mundial, Neymar foi comprado pelo PSG em agosto de 2017 por 222 milhões de euros (R$ 824 milhões na cotação da época). Ele iniciou o processo de recuperação no Rio de Janeiro e será reavaliado em seis semanas, por meio de exames de imagem. Até lá, passará por sessões de fisioterapia comandadas por Rafael Martini, que trabalha para o PSG e para a Seleção Brasileira.



A Copa do Mundo de 2002 foi especial para a Coreia do Sul. Jogando em casa, a seleção asiática não só avançou para a fase de mata-mata pela primeira vez na história, como alcançou uma também inédita semifinal. A equipe acabou derrotada pela Alemanha e deixou escapar ainda o terceiro lugar. Mas aquela experiência sempre ficará marcada a memória do povo sul-coreano, especialmente na de Park Jisung.

Na época com 22, o jogador foi peça chave naquela campanha e viria a se tornar ídolo e lenda no país. Em entrevista ao site oficial da Fifa, Park lembrou com carinho de sua participação no Mundial e definiu a experiência como “a melhor em sua carreira”: “Eu não posso nem explicar o quanto aquela Copa do Mundo significou para mim”.

Park Jisung foi eleito melhor jogador asiático em 2007 (Foto: Fifa.com/Divulgação)

O Mundial ainda abriu portas para Park jogar na Europa. O meia teve, então, duas passagens pelo PSV da Holanda, além de defender a camisa do Manchester United por sete anos, inclusive no título da Liga dos Campeões em 2008.

À medida em que a Copa deste ano se aproxima, Park comentou sobre o objetivo da seleção da Coreia do Sul e como acredita que será a campanha da equipe: “Acho que (o objetivo) será sobreviver à fase de grupos. Ainda há uma lacuna entre os times da Ásia e os melhores do mundo. Isso significa que não podemos mirar a semi-final. E se olharmos para o sorteio, a maior parte dos asiáticos estava no pote 4. Isso mostra que ainda somos um continente fraco se comparado aos outros. Então vai ser muito difícil passar da fase de grupos e é nisso que precisamos focar. Para todos os times asiáticos, esse será o grande objetivo”.

O meia falou também sobre o fato de, hoje, muitos dos jogadores da seleção atuarem fora do país. Para ele, essa oportunidade foi benéfica, já que não podem se preparar para a Copa da mesma forma como fizeram em 2002. Isso porque, naquela época, a maioria dos atletas jogavam na Coreia e eles se juntaram para “acampamento” para treinar. Hoje em dia, isso não é mais possível devido a regulamentações da Fifa e próprio fato dos jogadores atuarem fora do país.

“Então já que o tempo de treinamento é limitado, é muito importante que nossos jogadores vão para fora para ganhar experiência de enfrentar times e jogadores fortes. Isso pode elevar o nível da seleção e por isso sempre encorajei os jovens sul-coreanos a irem para o exterior. Especialmente para a Europa, para que possam se adaptar ao mais alto nível e melhorar a si mesmos.

Park ainda apontou seus favoritos para o Mundial da Rússia e se posicionou a favor da tecnologia no futebol. “O Brasil vem jogando bem e a Alemanha é muito forte. Mas é uma questão difícil. Será muito emociante assistir, porque é muito difícil escolher um time como favorito para essa Copa”.

“A tecnologia está em todo lugar do mundo e em todos os esportes, então o futebol ser resistente. Então, sim, nós precisamos disso. Mas como usamos é a questão mais importante e temos de pensar sobre isso e ver o que é mais adequado para o futebol”, concluiu.



Faltam apenas 100 dias para que a Copa do Mundo comece a ser disputada na Rússia. Para comemorar a data, a Fifa publicou em suas redes sociais um vídeo mostrando alguns jogadores históricos das 32 seleções que farão parte do evento deste ano realizando embaixadinhas.

Dentre os craques escolhidos, destacam-se Ronaldo, pelo Brasil, Maradona, representando a Argentina, o maior artilheiro das Copas, Miroslav Klose, da Alemanha, além de mostrar o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente da Fifa, Gianni Infantino, realizando as últimas acrobacias.

Confira o vídeo:

“Algumas pessoas simplesmente não conseguem esperar o maior evento da Terra”, anuncia o vídeo.

A Copa do Mundo tem abertura marcada para o dia 14 de Junho, com o duelo entre os donos da casa contra a Arábia Saudita. A Seleção Brasileira compõe o Grupo E do torneio, ao lado de Suíça, Sérvia e Costa Rica. A estreia canarinho acontece dia 17 contra os suíços.




O meia Giorgian De Arrascaeta tem vivido grande fase desde que chegou ao Brasil para jogar no Cruzeiro. Foi na Raposa que o jogador passou a ser convocado pela seleção uruguaia. Neste domingo, o atleta foi confirmado entre os selecionados de Óscar Tabárez para os amistosos contra a República Tcheca e China ou País de Gales, em paridas previstas para os dias 23 e 26, respectivamente.

Sendo assim, Arrascaeta deve perder as quartas de final do Campeonato Mineiro, prevista para o dia 18 de março. Caso a Raposa avance, o uruguaio será desfalque nas semifinais, tanto na ida, como na volta. Ambas os jogos serão nos dias 21 e 25 de março.

O jogador além de ser convocado com constância, tem vestido a 10 do Uruguai, é titular do meio-campo, e está cada vez mais próximo de confirmar sua vaga para a disputa da Copa do Mundo, na Rússia.

Nesta temporada, marcou dois gols e deu duas assistências. Dentro de campo, o time comandado por Mano Menezes venceu o clássico diante do Atlético-MG por 1 a 0, e lidera com sobras a primeira fase do Estadual.

 



Na manhã deste domingo, Neymar teve alta do hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, após realizar cirurgia no quinto metatarso do pé direito. Depois de sair do hospital, o jogador seguiu de helicóptero até o Aeroporto da Pampulha. Por volta das 10h, desembarcou utilizando uma bota de proteção e muletas, sem precisar de ajuda.

Lá, o camisa 10 do Paris Saint-Germain embarcou no seu jatinho rumo a sua casa em Mangaratiba, no litoral do Rio de Janeiro. A primeira etapa da recuperação, ainda no período do pós-operatório, deve ser realizada lá. Ainda não se sabe quando Neymar voltará a França.

O atacante será reavaliado em seis semanas, por meio de exames de imagem. Até lá, passará por sessões de fisioterapia comandadas por Rafael Martini, que trabalha para o PSG e para a Seleção Brasileira.



Recurso polêmico deve estar na próxima Copa do Mundo, na Rússia (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Neste sábado, a International Football Association Board (IFBA), órgão que regulamenta as normas do futebol, aprovou o sistema de árbitro de vídeo (VAR) como uma regra do esporte. Dessa forma, na reunião do Conselho no próximo dia 16, a Fifa deve confirmar a utilização do recurso na Copa do Mundo da Rússia.

“A International Board decidiu aprovar o VAR no futebol. A partir de hoje, o árbitro de vídeo faz parte do futebol. E isso é uma notícia importante. É um assunto que vem sendo discutido há décadas. Há dois anos, decidimos testar para saber se funcionaria ou não. Fizemos esses testes, analisamos, cerca de 20 federações testaram, tivemos uma análise acadêmica e chegamos à conclusão que o VAR é bom para o futebol e para a arbitragem, traz mais justiça aos jogos. Por isso, decidimos aprovar”, disse Gianni Infantino, presidente da Fifa.

O VAR poderá ser utilizado única e exclusivamente em quatro casos: situações de gol, marcação de pênaltis, cartões vermelhos e confusão de identidade de jogadores.

De acordo com o comunicado oficial da IFBA, a decisão foi unânime e foi tomada no 132° encontro atual do órgão, realizado em Zurique, na sede da Fifa. Segundo a associação, a medida vai significar o início de “uma nova era no futebol”. Além da utilização do VAR, outra regra aprovada que deve ser discutida na reunião do conselho da Fifa no dia 16 é a possibilidade de uma quarta substituição em casos de prorrogação.