Futebol Internacional

Apesar do Leicester, Brasileirão ainda é o mais democrático dos grandes campeonatos

Bruno Calió * - São Paulo , SP
04/05/2016 09:30:54

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Futebol Alemão, Futebol Espanhol, Futebol Francês, Futebol Inglês, Futebol Internacional, Futebol Italiano
Leicester conquistou o título inédito do Campeonato Inglês em 132 anos de história (Foto: AFP/Oli Scarff)
Leicester conquistou o título inédito do Campeonato Inglês em 132 anos de história (Foto: AFP/Oli Scarff)

O mundo do futebol esteve em festa na segunda-feira, quando o modesto Leicester City foi coroado campeão inglês. Na pequena cidade, o título da Premier League acarretará certamente muito mais do que algumas horas de comemoração, justamente pelo feito que, para muitos, é considerado uma das maiores proezas do futebol mundial.

A equipe do treinador Cláudio Ranieri contrariou previsões, críticos e até mesmo casas de apostas, que chegavam a pagar 5 mil libras para quem “tivesse a coragem” de apostar uma única libra nos Foxes como vencedores do campeonato nacional mais disputado do planeta.

Entretanto, apesar de toda a exaltação pelo feito surpreendente, o título do Leicester ainda não credencia o Campeonato Inglês – nem as outras três maiores ligas da Europa (Alemanha, Itália e Espanha) – como o mais democrático, considerando-se os campeões dos últimos dez anos, título que fica a cargo do Campeonato Brasileiro.

Nas últimas dez temporadas, o Brasileirão teve cinco campeões diferentes. O São Paulo comandado por Muricy Ramalho venceu três vezes consecutivas, entre 2006 e 2008. Corinthians com Tite, Cruzeiro com Marcelo Oliveira e Fluminense, uma vez com Abel e outra com o próprio Muricy, venceram duas vezes. Além destes, em 2009, o Flamengo fez uma incrível campanha de recuperação e ficou com o título.

Corinthians é o atual campeão brasileiro (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Corinthians é o atual campeão brasileiro (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Já o Campeonato Inglês teve “apenas” quatro equipes levantando a taça. Além do título inédito do Leicester, o Manchester United, comandado por Sir Alex Ferguson, que ficou no clube por 26 anos, venceu em cinco oportunidades. Já os recém-ricos Chelsea e Manchester City conquistaram duas vezes a Premier League.

A história se repete nas outras três grandes ligas da Europa. Pela Bundesliga também foram quatro campeões. O Bayern de Munique, que vem conquistando uma hegemonia no país, venceu cinco vezes – e deve confirmar a sexta na próxima semana, a segunda sob o comando de Pep Guardiola. Já o rival Borussia Dortmund ficou com o caneco em dois anos, enquanto Wolfsburg e Stuttgart sentiram o gostinho do título em uma oportunidade.

No Calcio – assim como em La Liga –, os títulos nacionais ficaram concentrados em apenas três equipes nos últimos dez anos. Na Itália, a Juventus conquistou seu pentacampeonato consecutivo na última semana, enquanto a Internazionale venceu quatro vezes e o Milan ficou com o Scuddetto em uma oportunidade.

Na Espanha, o Barcelona venceu cinco Ligas, sendo três delas com direito ao Tiki-Taka de Guardiola. O Real Madrid ficou com três títulos, enquanto o Atlético de Madrid comemorou uma vez. Não por coincidência, o título desta temporada ainda está em aberto, mas pode ser conquistado apenas por estas três equipes.

O único campeonato entre os principais da Europa que poderia desbancar o Brasileirão seria o Francês. A Ligue 1 teve Lyon, Paris Saint-Germain, Bordeaux, Olympique de Marselha, Lille e Montpellier como campeões nos últimos dez anos. No entanto, desde que o PSG foi comprado, a hegemonia do clube da capital já dura quatro anos e a impressão é de que a equipe seguirá como favorita.

* Especial para a Gazeta Esportiva




  • Realista na terra de ninguém

    sem dúvida o Brasileiro é o único nivelado pra baixo

    • evangelista william sergio

      gaYvota de 2a. do pAíS de fAz-de-cOnTA
      vAi dAr 1/2 hOrA de bu-na-da no mOTeL da bArrA rELAxA e g0zA ViU ?

      • Realista na terra de ninguém

        volta pro mobral o hiena