Advogado do Estado detona Messi e duvida de sua inocência em fraude fiscal

São Paulo, SP

03-06-2016 13:26:42

A Advocacia do Estado categorizou nesta sexta-feira as declarações de Lionel Messi como uma versão de “credibilidade zero”. O jogador argentino teria afirmado no tribunal que não era responsável por seus compromissos fiscais e isso ficava a cargo de seu pai, Jorge Messi, enquanto se preocupava apenas em jogar futebol.

Messi é acusado de evasão fiscal por não declarar os ganhos com direitos de imagem entre 2007 e 2009. O craque do Barcelona foi, inclusive, comparado a um “chefe de uma estrutura criminal” pelas supostas fraudes ao fisco espanhol.

“São profanos em matéria tributária – o jogador e seu pai, Jorge Messi, também acusado – mas sei que são capazes de entender o que é pagar impostos. Isso é perfeitamente entendível até por um menino de dez anos. Essa questão Messi tinha de entender sem nenhum problema”, comentou o advogado do Estado, Mario Maza.

A Advogacia do Estado exige uma pena de 22 meses tanto para Messi quanto para seu pai. Já o Ministério Fiscal da Espanha enxerga que Jorge Horácio Messi tem de cumprir um ano e meio de prisão, enquanto seu filho deve ser inocentado por não estar ciente sobre as fraudes à Fazenda espanhola através de sociedades em paraísos fiscais.

Deixe seu comentário