Gazeta Esportiva

Inglaterra supera retranca inicial do Irã e goleia em sua estreia na Copa do Mundo do Catar

São Paulo, SP

21/11/22 | 12:13

No início, a retranca adversária até funcionou, mas, depois do primeiro gol, a Inglaterra não perdoou o Irã e goleou por 6 a 2, na manhã desta segunda-feira, no primeiro jogo do segundo dia de Copa do Mundo do Catar, no estádio Internacional Khalifa, em Doha.

Os tentos foram marcados por Bellingham, Saka (dois), Sterling, Rashford e Grealish, enquanto Taremi descontou duas vezes para o outro lado. Harry Kane, artilheiro do último Mundial, não marcou, mas deu duas assistências. Foi a maior goleada da seleção inglesa na história da competição, igualando o placar contra o Panamá, em 2018.

Com o resultado, os comandados de Gareth Southgate somaram seus primeiros três pontos - com um ótimo saldo de gols - e foram para a liderança do grupo B, que ainda conta com Estados Unidos e País de Gales, que se enfrentam nesta tarde, às 16h (de Brasília).

Vale destacar que o trio de arbitragem foi composto por brasileiros: o árbitro Raphael Claus e os auxiliares Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Danilo Simon.

Os ingleses voltarão aos gramados na sexta, quanto enfrentarão os norte-americanos, às 16h (de Brasília), estádio no Al Bayt. Já os iranianos entram em campo mais cedo no mesmo dia, às 7h (de Brasília), contra Gales.


O jogo

Início truncado e gols sequenciais

O primeiro grande lance de perigo aconteceu aos sete minutos, quando, em cobrança ensaiada de falta, Kane recebeu na direita e cruzou. Beiranvand tocou na bola, e Maguire cabeceou sem jeito, mas a bola ainda raspou na trave. Antes disso, houve pedido de pênalti em cima do próprio camisa 6, mas o VAR mandou seguir.

Após o lance da cabeçada, Beiranvand e Hosseini se chocaram, causando a paralisação da partida por oito minutos. O arqueiro trocou a camisa, suja de sangue, e retornou, mas, pouco depois, ele pediu a substituição. Hosseini entrou em seu lugar.

Aos 21 minutos, Mohammadi sofreu falta do lado esquerdo do ataque, mas, na cobrança, Jahanbakhsh pegou embaixo da bola e mandou fraco para o adversário.

A resposta veio oito minutos depois, quando Sterling mandou para Saka na direita. Na linha de fundo, ele cruzou rasteiro e Mount chutou pelo lado de fora da rede. Na cobrança de escanteio na sequência, Trippier cruzou e Maguire cabeceou na trave.

Em seu melhor momento no jogo, a Inglaterra finalmente balançou as redes após troca rápida de passes pela esquerda e cruzamento direto na cabeça de Bellingham, que fez o primeiro dos ingleses no jogo.

Aí, então, "abriu-se a porteira". Aos 42, Maguire subiu mais alto após cobrança de escanteio e ajeitou a bola para Saka, que pegou bem na bola e mandou uma bomba colocada no ângulo esquerdo do goleiro.

Pouco depois, no início dos acréscimos, a estratégia inglesa deu certo e, acelerando a transição ofensiva, Kane chegou à linha de fundo e cruzou para Sterling, dentro da área, que estufou as redes. Aos 55 minutos, o Irã teve a primeira finalização em chute ruim de Jahanbakhsh.

Virou goleada

No retorno do intervalo, Carlos Queiroz promoveu três mudanças, com as entradas de Kanaani, Ezatolahi e Gholizadeh, porém, pouca coisa mudou. Aos quatro minutos, Trippier cobrou falta na entrada da área, mas a bola parou na barreira.

Sempre no ataque, a Inglaterra teve uma chance incrível de contra-ataque, quando Kane deu um toque na frente para Sterling, mas, na disputa com o adversário, a bola acabou indo para escanteio.

Após alguns minutos sem investidas, Sterling passou para Saka que, com muita liberdade, limpou e chutou para transformar o placar em goleada. Praticamente na sequência, aos 19 minutos, Gholizadeh recebeu e deu belo passe para Taremi, dentro da área, que chutou de primeira por cima de Pickford, descontando.

A impressão era de que os iranianos iniciariam uma reação, mas Southgate promoveu mudanças, com as entradas de Dier, Grealish, Foden e Rashford. Com nem um minuto em campo, o atacante do Manchester United recebeu na pequena área, deixou o adversário no chão e chutou cruzado.

Já partindo para o fim do jogo, Wilson recebeu lançamento e tocou para Grealish, que apenas tocou para o fundo das redes com categoria.

Nos acréscimos, Pickford fez defesa com a ponta dos dedos em chute de Azmoun. Pouco depois, o árbitro Raphael Claus foi chamado pelo VAR para analisar possibilidade de pênalti e o brasileiro confirmou. Na cobrança, Taremi fez mais um.

FICHA TÉCNICA

INGLATERRA 6 X 2 IRÃ

Local: Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar
Data: 21 de novembro de 2022 (segunda-feira)
Horário: 10h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (BRA)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (BRA) e Danilo Simon (BRA)
VAR: Não divulgado
Cartões amarelos: Jahanbakhsh e Pouraliganji (Irã)
GOLS:
Inglaterra: Bellingham, aos 34 minutos do 1ºT; Saka, aos 42 do 1ºT e aos 16 do 2ºT; Sterling, aos 46 do 1ºT; Rashford, aos 25 do 2ºT; e Grealish, aos 43 do 2ºT.
Irã: Taremi, aos 19 e 56 minutos do 2ºT.

INGLATERRA: Pickford; Trippier, Stones, Maguire (Dier) e Shaw; Rice e Bellingham; Mount (Foden), Saka (Rashford) e Sterling (Grealish); Kane (Callum Wilson). Técnico: Gareth Southgate.

IRÃ: Beiranvand (Hosseini); Moharrami, Cheshmi (Kanaani), Hosseini e Mohammadi (Torabi); HajSafi, Noorollahi (Azmoun) e Karimi (Ezatolahi); Jahanbakhsh (Gholizadeh), Taremi e Pouraliganji. Técnico: Carlos Queiroz.

Deixe seu comentário