Gazeta Esportiva

Patrick Vieira reclama da inflação causada pelos gastos "enormes" do Chelsea

São Paulo, SP

18/01/23 | 17:11

Após derrotas seguidas, o Chelsea voltou a vencer no Campeonato Inglês, ao bater o Crystal Palace por 1 a 0, no último domingo. O treinador dos Glaziers, Patrick Viera, criticou a postura dos Blues no mercado e previu uma inflação dos preços dos clubes ingleses.

"De uma maneira geral, todos os negócios ficarão mais caros. Os clubes de outros países já estão cobrando um preço mais elevado por jogadores, uma vez tratando-se de interesse de times da Premier League", declarou o ex-jogador francês.


O Chelsea anunciou recentemente a contratação do ucraniano Mykhaylo Mudryk e chegou aos 425,49 milhões de euros gastos com reforços nesta temporada. Raheem Sterling, Marc Cucurella, Kalidou Koulibaly, David Fofana, Andrey Santos, Benoît Badiashile e João Félix foram as outras novidades que os Blues trouxeram nas duas últimas janelas.

"Quando um clube da Premier League for ao exterior para tentar trazer algum jogador, será muito mais difícil para o time inglês. O vendedor pensará que o padrão de gasto é o mesmo do Chelsea. Mas o que é importante é que sabemos quem somos como clube futebol e o que podemos conseguir no mercado. O Chelsea está num nível diferente e temos que aceitar isso", acrescentou Vieira.

Apesar do alto investimento, o Chelsea ocupa apenas a décima posição do Campeonato Inglês com 28 pontos. A vitória contra o Crystal Palace foi apenas o segundo triunfo da equipe de Graham Potter nas últimas dez rodadas da competição.

Do outro lado, o time comandado por Patrick Viera está na 12ª colocação da Premier League e enfrentará o Manchester United nesta quinta-feira, a partir das 17 horas (de Brasília).

"Quando você está em campo, são 11 contra 11 e fomos de igual para igual contra o Chelsea. Tentaremos fazer o mesmo contra o United. O que aconteceu com os gastos dessas equipes é positivo para a Premier League, então só temos que competir quando estamos em campo com a qualidade que temos, a ambição que temos e os valores que temos. Iremos competir e isso que é importante para nós como clube de futebol", declarou Vieira.

"Podemos ser realmente inteligentes e trabalhar de uma maneira diferente para encontrar jogadores que se encaixam na maneira como queremos jogar. Quando você olha para os atletas que trazemos para nosso clube, com Marc Guéhi, Michael Olise, Cheick Doucouré, ainda podemos fazer o mesmo. Mas, claro, não estaremos no mesmo patamar de mercado", completou o campeão mundial de 1998 com a França.

Deixe seu comentário