Expulsos no empate entre Chelsea e Tottenham, Conte e Tuchel comentam discussão

São Paulo, SP

14/08/22 | 19:32

A disputa do clássico londrino neste domingo entre Chelsea e Tottenham esquentou o clima na área dos comandantes das equipes, no Stamford Bridge. Os técnicos Thomas Tuchel e Antonio Conte se desentenderam durante o jogo e após o apito final do empate por 2 a 2 entre as equipes pela segunda rodada do Campeonato Inglês. Os Blues saíram na frente duas vezes e o Tottenham empatou nos acréscimos do segundo tempo.

Primeiro, a briga se deu após a comemoração de Antonio Conte no gol de empate dos Spurs já na segunda etapa. O italiano vibrou em direção ao banco ocupado pelo adversário. Para amenizar os ânimos, o árbitro mostrou o cartão amarelo para ambo os técnicos.

Na reta final, Tuchel também comemorou intensamente o segundo tento do Chelsea. Depois, os comandantes voltaram a discutir ao fim do jogo quando foram se cumprimentar. Tuchel, porém, não gostou da postura de Conte e segurou o italiano, o que gerou a confusão. Nesta última oportunidade, ambos acabaram expulsos, uma vez que já haviam sido advertidos.

Técnicos se explicam após desentendimento

Depois da partida, em entrevista coletiva, Thomas Tuchel comparou o desentendimento entre os técnicos com a disputa dos jogadores dentro do campo, onde cada um defende seu clube.

"Acho que é parecido com os jogadores que tiveram uma discussão dentro de campo, mas nada acontece e ninguém se machuca. É uma partida da Premier League e hoje os dois treinadores se envolveram porque nós dois estávamos lutando pelos nossos times e foi só isso. Nós não trocamos socos ou coisa parecida. Então, para mim não foi nada demais. Os ânimos se afloraram e o clima esquentou. Nada demais", declarou.

Por fim, concordando com o técnico do Chelsea, Conte minimizou a discussão, mas admitiu que caso enxergue uma postura agressiva, sua resposta será à altura.

"O juiz me deu cartão vermelho, mas ele não entendeu a dinâmica do que estava  acontecendo. Eu tenho que aceitar, mas não foi um grande problema. Acho que não foi algo importante. Se existe algum problema é entre eu e o outro treinador, não os outros. Se eu vejo agressividade, minha resposta será agressiva", disse.

Deixe seu comentário