Red Bull “revira” o jogo, rebaixa o São Bento e se classifica no Paulista

São Paulo , SP
15/03/2019 20:34:05

Em: Campeonato Paulista, Escolha do editor, Futebol, Red Bull, São Bento
Time de Antonio Carlos Zago faz uma das melhores campanhas do torneio (Foto: Divulgação)

O Red Bull mostrou toda a sua capacidade de jogar futebol na noite desta sexta-feira, no Moisés Lucarelli. Depois de sair na frente e permitir a virada ao São Bento em um misto de apatia e falta de esforço, os donos da casa colocaram a bola no chão para buscar o 3 a 2. O placar, construído com gols de Uillian Correira e Ytalo, duas vezes, fez os campineiros assegurarem passagem à próxima fase do Estadual e rebaixarem o adversário de Sorocaba.

Com o resultado, o time da multinacional de bebidas alcança os 24 pontos na tabela de classificação e assegura presença nas quartas de final do torneio para encarar o Santos, podendo ainda definir a competição dentro dos seus domínios a depender dos resultados que restam.

O Bentão, por sua vez, consolida o já esperado rebaixamento para a Série A-2 da competição. Como tem apenas quatro pontos e nenhuma vitória, a equipe até poderia alcançar os sete do Botafogo-SP, primeiro fora da zona de descenso, mas não chegaria aos dois triunfos dos tricolores na competição.

O primeiro tempo foi praticamente inteiro dominado pelos donos da casa, contando com bom toque de bola e paciência na hora de abrir espaços. O ritmo ainda foi ajudado com o placar aberto rapidamente. Aderlan chegou à lateral da área pela direita e tentou a tabela com Uillian Correia, este dentro da área. O volante, porém, mostrou qualidade, enganou a marcação e chutou direto, no canto baixo do goleiro. para fazer 1 a 0.

O domínio seguiu sem ser ameaçado até os 36 minutos, quando o Bentão conseguiu uma rara chegada pela direita. Edson Ratinho cruzou na marca do pênalti e Fábio Bahia mostrou qualidade para, de primeira, finalizar no canto esquerdo de Júlio César, que ficou parado no centro da meta.

O gol animou os visitantes enquanto o time da casa pareceu acomodado em campo. Na volta para a etapa final, o ritmo tranquilo do Red Bull pagou seu preço. Joãozinho invadiu a área pela esquerda, passou sem ser incomodado pela marcação e chutou rasteiro. Mesmo sem tanta força, a bola fez Júlio César espalmar para o meio da área, onde Éder Luis matou no peito e fuzilou para marcar.

A desvantagem fez Antonio Carlos Zago acionar seu banco de reservas e mandar a campo Osman e Deivid. O empate, porém, veio em uma bola alçada na área que terminou em pênalti infantil de Wesley, autor de um golpe de judô em Léo Ortiz. Ytalo foi para a cobrança, esperou Renan cair para um lado e bateu no centro do gol para determinar o 2 a 2.

Mais inteiro fisicamente e melhor tecnicamente, o Touro sobrou a partir dali e fez ser questão de tempo a sua virada. Poderia ter alcançado em linha de passe que terminou nos pés de Osman, que parou em boa defesa de Renan. Pouco depois, porém, aos 39, Ytalo recebeu na entrada da área e acertou chute no ângulo, decretando o triunfo.