Futebol

Júlio César garante Red Bull ofensivo e pede atenção à velocidade do Santos

*Pedro Nascimento - São Paulo , SP
22/03/2019 23:00:16

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Notícias, Red Bull, Santos
Júlio César ainda destacou o “um contra um” de Rodrygo (Foto: Divulgação/Red Bull Brasil)

O confronto entre Red Bull e Santos promete ser um dos mais emocionantes das quartas de final do Campeonato Paulista. A surpreendente campanha do representante do interior – o melhor da fase da classificação – traz a expectativa de grandes dificuldades para a equipe da Baixada Santista, comandada por Jorge Sampaoli.  Em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva, o goleiro Júlio César garante que o seu time não mudará sua estratégia ofensiva, porém ressalta a necessidade de atenção à velocidade do adversário.

“Não vamos mudar nosso jeito de jogar. Temos que atuar da mesma maneira que atuamos o campeonato todo, mas respeitando a equipe do Santos, que é muito grande. Temos que ter um pouco mais de cuidado na marcação, porque é uma equipe muito rápida na frente, com jogadores muito velozes”, analisou o goleiro.

Revelado pelo Corinthians e em sua segunda temporada no Red Bull, Júlio César ainda destacou os pontos fortes do Peixe, salientando a habilidade do atacante Rodrygo. O jogador ainda apontou a “coragem” da linha defensiva do time de Sampaoli.

“A principal característica deles é a velocidade, a rapidez, a individualidade do Rodrygo. O um contra um dele é muito bom. O meio de campo tem muita qualidade, a zaga tem muita coragem pra sair jogando, então precisamos estar sempre atentos a esses detalhes”, observou o goleiro. 

Com 23 pontos somados em 12 partidas, o Red Bull chega às quartas de final com um aproveitamento de 75% dos pontos disputados. Para Júlio César, o grande mérito da equipe na competição é a distribuição do protagonismo, aliada ao ímpeto ofensivo exigido pelo treinador Antônio Carlos Zago.

“Eu destacaria o grupo pela sua qualidade. Vários jogadores foram decisivos, não teve um que decidiu todos os jogos. O conjunto que foi determinante. Respeitamos todos os adversários, mas jogamos sempre de igual para igual, procurando nos impôr” finalizou o goleiro.