Integrantes de organizadas do Timão e Verdão têm prisão decretada

São Paulo, SP

09-04-2018 21:58:56

Nesta segunda-feira, o Tribunal de Justiça de São Paulo anunciou a prisão preventiva de três torcedores organizados de Corinthians e Palmeiras, um do Pavilhão 9 e dois da Mancha Verde. A decisão foi decretada pelo juiz Ulisses Augusto Pascolati Júnior, do Juizado Anexo de Defesa do Torcedor. O pedido ainda envolvia um quarto integrante, Cristian Araújo Benedito, da Mancha, mas este conseguiu um recurso e evitou que fosse detido.

Lucas Osório de Oliveira, pelo lado corintiano, e os palmeirenses José Francisco de Lima e Noel Barros, se envolveram na briga entre as duas torcidas nas estações de metrô Brás e Pedro II, na Zona Leste de São Paulo, em abril de 2016. O duelo causou depredação de instalações no metrô e colocou vidas em risco. Essa desavença ajudou a resultar na adoção da medida que estabeleceu torcida única em clássicos paulistas.

Os três torcedores estão em uma lista da Federação Paulista de Futebol, que conta com 22 torcedores organizados proibidos de frequentar estádios. Em dias de jogos, estes precisam estar em locais determinados pela Justiça para provar que não foram à partida.

O juiz argumento que os três insistem "em descumprir a ordem judicial de afastamento – alternativa à prisão –, o que faz crer que estão comparecendo aos estádios e, portanto, apresentando risco à ordem pública – até porque são integrantes de torcida organizada".

Deixe seu comentário