Guarani empata nos acréscimos e se livra de derrota para o Mirassol

São Paulo , SP
03/02/2019 13:01:14 — 03/02/2019 14:34:18

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Guarani

Na manhã deste domingo, Mirassol e Guarani se enfrentaram pela quinta rodada do Campeonato Paulista 2019. No Estádio José Maria de Campos Maia, o popular Maião, os times tiveram o forte sol do interior de São Paulo como um adversário à parte, e acabaram empatando em 2 a 2. O zagueiro Leandro Amaro viveu dia de artilheiro e fez os dois gols dos anfitriões, enquanto Thiago Ribeiro e Diego Cardoso igualaram para os visitantes.

Com o resultado, o Leão vai a cinco pontos ganhos desperdiça boa oportunidade no Grupo C, que também conta com Ferroviária e Corinthians, com sete pontos somados cada, além do Bragantino, com cinco os mesmo cinco. Já o Bugre, por sua vez, vai a sete conquistados e iguala o Novorizontino na vice-liderança do Grupo B, que tem o Palmeiras como líder, com 10, e o São Bento como lanterna, com apenas dois.

Pelo Paulistão, as equipes voltam a campo apenas no próximo final de semana. No Pacaembu, o time do técnico Moisés Egert encara o Santos, no sábado, enquanto, no domingo, os comandados de Osmar Loss voltam ao Brinco de Ouro, em Campinas, para receber o Botafogo-SP.

Leão e Bugre jogaram debaixo de um fortíssimo sol neste domingo (Foto: Marcos Freitas/Mirassol)

O Jogo

Debaixo de muito sol, Mirassol e Guarani fizeram um primeiro tempo muito aquém do esperado. Jogo morno e muito carente de oportunidades de gol. As equipes não conseguiam criar, e foi em bola parada que o time da casa aproveitou a chance mais clara que teve para abrir o placar.

Aos 24 minutos, Jean Carlos cobrou escanteio pela direita e o cruzamento saiu ruim, à meia altura. No entanto, a zaga do Bugre não conseguiu afastar e a bola sobrou limpa para Leandro Amaro, dentro da pequena área, só empurrar com a cabeça: 1 a 0, Mirassol.

Após o baque, o Guarani resolveu acordar. Primeiro com Felipe Amorim, recebendo de Thiago Ribeiro na entrada da área e batendo no canto esquerdo, porém fraco. Aos 30, Diego Cardoso fez bela jogada individual pela direita, trouxe para o meio e serviu Lucas Crispim dentro da área. O camisa oito ajeitou o corpo e tentou um chute colocado, que passou raspando a trave direita.

Dois jogadores deixaram o gramado antes do intervalo. Pelo lado do Mirassol, o atacante Wilson sentiu a coxa e deu lugar a Felipe Augusto, enquanto, pelo lado dos visitantes, quem saiu foi o goleiro Klever, que machucou a mão e foi substituído por Giovanni.

Na volta dos vestiários, o Guarani mudou a postura e partiu para cima. Deu certo. Logo aos três minutos, Thiago Ribeiro recebeu pela esquerda, limpou para a perna direita e, de fora da área, mandou para o gol. Contando com um pouco de sorte, o atacante viu a bola desviar no marcador e encobrir o goleiro Tiago Cardoso, que nada pôde fazer: 1 a 1.

Aos nove, quase que Leandro Amaro marca seu segundo gol no jogo. Em nova cobrança de escanteio, desta vez pela esquerda, o zagueiro subiu sozinho e cabeceou no chão. Após o quique, porém, a bola subiu e passou por cima do travessão.

E foi da mesma forma que, com 23 rodados, o Mirassol retomou a dianteira do placar. Em escanteio pela esquerda, Leandro Amaro voltou a levar a melhor pelo alto e mandou uma cabeçada precisa, que morreu no canto esquerdo.

Não por menos, a parte física pesou bastante no fim do jogo e os últimos minutos foram marcados pelo cansaço dos jogadores. E foi na base da superação que o Guarani reagiu e buscou o empate. Nos acréscimos, Carlos Renato colocou o braço na bola dentro da área e foi marcado pênalti para o Bugre. Diego Cardoso bateu e fez, sacramentando o empate em 2 a 2.