Futebol/Campeonato Paulista

Grandes paulistas têm primeira chance no ano de findar jejum coletivo

GazetaEsportiva.net - São Paulo , SP - Brasil
30/01/2015 00:05:09

Em: Campeonato Paulista, Campeonatos, Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo

A temporada passada foi negativamente histórica para os grandes clubes paulistas. Pela primeira vez desde 1935, quando o São Paulo Futebol Clube foi fundado, o quarteto passou um ano inteiro sem ter conquistado nem um título sequer. A chance inicial de acabar com o jejum coletivo em 2015 será no Campeonato Paulista, que tem o Ituano como atual campeão.

São Paulo quer alívio a Muricy

No último ano, o time de Itu surpreendeu ao eliminar o Palmeiras na semifinal estadual e ao derrotar o Santos na decisão. O São Paulo caiu diante do Penapolense, nas quartas de final, enquanto o Corinthians não conseguiu nem avançar à segunda fase.

Assim como em 2014, os grandes foram divididos em quatro grupos no Campeonato Paulista de 2015. O São Paulo caiu na chave A, a mesma do atual campeão Ituano, ao lado também de São Bernardo, Red Bull e Mogi Mirim. Na B, o Corinthians terá como concorrentes São Bento, Rio Claro, Ponte Preta e Audax. O Palmeiras medirá forças com Portuguesa, Marília, Linense e Botafogo-SP na C. Por fim, na D, o Santos disputará com XV de Piracicaba, Penapolense, Capivariano e Bragantino.

Guerrero, Dudu, Rogério Ceni e Ricardo Oliveira são alguns dos destaques do Campeonato Paulista
Guerrero, Dudu, Rogério Ceni e Ricardo Oliveira são alguns dos destaques do Campeonato Paulista – Credito: Montagem sobre fotos Gazeta Press
Novamente, os times de um mesmo grupo não irão se enfrentar na fase classificatória e os dois melhores de cada chave jogarão entre si para ir às semifinais, em partida única. A decisão terá confrontos de ida e volta.

“O formato do campeonato é o mesmo, então o torcedor já vai se acostumando com a competição. Certamente, o público entenderá que o futebol é entretenimento. A festa será o ponto alto”, discursou Marco Polo Del Nero, prestes a entregar a presidência da Federação Paulista de Futebol (FPF) ao vice Reinaldo Carneiro Bastos, já que assumirá o comando da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Mesmo com a manutenção do formato, o Campeonato Paulista terá uma novidade no seu regulamento. Para coibir os grandes clubes de utilizarem os seus juniores nas primeiras rodadas, desprestigiando o torneio, a FPF limitou a 28 o número de jogadores inscritos por cada equipe. “É só uma pequena alteração”, minimizou Del Nero.

A “pequena alteração” provocou uma grande revolta em alguns dirigentes, como o presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar, que se disse voto vencido na discussão. Seu clube e o Corinthians priorizarão a Copa Libertadores da América no primeiro semestre, enquanto o reforçado Palmeiras e o Santos, em crise financeira, irão se concentrar exclusivamente no Estadual.

Reinaldo Carneiro Bastos substituirá Marco Polo Del Nero, futuro comandante da CBF, na direção da FPF
Reinaldo Carneiro Bastos substituirá Marco Polo Del Nero, futuro comandante da CBF, na direção da FPF – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
Ao menos todos tiveram um tempo maior de preparação neste ano. Acostumados a reclamar da disparidade física para os pequenos do Campeonato Paulista, os grandes viram a pré-temporada esticar e ganharam a oportunidade de promover até amistosos internacionais em janeiro.

“Isso foi ótimo. Existia muito protesto por parte dos clubes, de sindicatos de atletas, mas fizemos um ajuste com os times e a televisão, que é muito importante por pagar a conta”, concluiu Marco Polo Del Nero.