Gabigol marca, Santos vence o São Caetano e reassume a liderança

Correspondente Lucas Musetti Perazolli - Santos , SP
14/02/2018 21:19:11 — 14/02/2018 23:29:32

Em: Campeonato Paulista, Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos, São Caetano

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O Santos controlou o jogo e venceu o São Caetano por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, com gols de Lucas Veríssimo e Gabigol. Com a vitória, o Peixe reassumiu a liderança do Grupo 4, com 11 pontos. O Botafogo empatou com a Ponte Preta e agora soma 10.

Veríssimo marcou pela primeira vez na Vila Belmiro. Foi o segundo gol como profissional do alvinegro. E Gabriel sentiu o gosto de balançar as redes no estádio após a passagem por Internazionale e Benfica. São dois gols em dois jogos, igualando a estatística da passagem pelo futebol europeu.

O Santos sofreu alguns sustos no primeiro tempo e obrigou Vanderlei a fazer boas defesas. Na segunda etapa, porém, Gabigol ampliou o placar logo no primeiro minuto e deu tranquilidade ao time, que administrou o resultado e poderia ter feito até mais gols.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, o Peixe enfrentará o São Paulo, no domingo, às 17h, no Morumbi. O São Caetano, lanterna do Grupo 2, receberá a Ferroviária no sábado, às 19h, no Anacleto Campanella.

Lucas Veríssimo e Gabigol marcaram para o Santos (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O JOGO

Aos 2 minutos, Alex Reinaldo cobrou falta de muito longe surpreendendo Vanderlei, que teve trabalho para espalmar de mão trocada.

Aos sete minutos, Caju encontrou Gabigol na área. O atacante chutou de bico, a bola desviou e quase entrou. Na sequência, David Braz ficou na área e quase fez de voleio. Helton Leite fez grande defesa para evitar o gol. A resposta veio rapidamente. Segundos depois, Diego Rosa chutou cruzado para Vanderlei espalmar.

O Santos seguiu em cima do São Caetano. Aos 10 minutos, Gabigol avançou pela linha de fundo e chutou cruzado. Helton defendeu em dois tempos, assustando os visitantes. Quando o placar marcava 12, Braz teve nova chance em cabeceio, e o goleiro do Azulão salvou novamente.

Enquanto o Peixe detinha a posse de bola e criava chances, o São Caetano se armava e era perigoso no contra-ataque. Entre os minutos 15 e 17, Diego Rosa teve duas oportunidades de marcar de fora da área, mas chutou fraco.

Aos 23 minutos, o Santos voltou a criar uma chance. Jean Mota puxou contra-ataque e Gabigol chutou mascado, mais uma vez, e a bola passou raspando a trave esquerda de Helton. Aos 30, Alison inverteu o jogo e Sasha deu bom passe para Jean Mota, que chutou por cima do gol. Segundos depois, Copete arriscou de longe e o goleiro espalmou de soco.

E aos 32 minutos, o alvinegro, finalmente, abriu o placar. Jean Mota fez ótimo cruzamento de trivela, Copete bateu cruzado e Lucas Veríssimo só empurrou para as redes. 1 a 0 para os donos da casa.

Aos 41, o São Caetano teve uma grande chance para empatar. Ermínio chutou cruzado e Marlon, na pequena área, bateu fraco de carrinho para Vanderlei encaixar.

VITÓRIA CONFIRMADA

No primeiro minuto do segundo tempo, o Santos ampliou o placar. Eduardo Sasha lançou Gabigol, que ganhou no pé de ferro da defesa e chutou bonito, cruzado, para vencer Helder e encaminhar os três pontos na Vila Belmiro.

Após o segundo gol do Peixe, o São Caetano desanimou. Os santistas conseguiram o controle do jogo e não sofreram mais nos contra-ataques. O Azulão foi assustar apenas aos 22 minutos, em cabeceio de Ferreira depois de escanteio. Vanderlei foi no cantinho buscar.

Sem forças, o São Caetano não esboçou a reação. O Santos administrou o resultado e poderia ter feito o terceiro gol em chance clara de Vitor Bueno, que levou a pior com Helton Leite, sozinho na pequena área.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X SÃO CAETANO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 14 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Vitor Carmona Metestaine e Herman Brunel Vani

Público e renda: 4.165/R$ 92.490,00
Cartões amarelos: SANTOS: David Braz. SÃO CAETANO: Chiquinho e Alex Reinaldo.

GOLS:
SANTOS: Lucas Veríssimo, aos 32 do 1T, e Gabigol aos 2 do 2T.

SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Caju (Arthur Gomes); Alison; Eduardo Sasha, Vecchio (Vitor Bueno) Jean Mota (Matheus Jesus) e Copete; Gabigol
Técnico: Jair Ventura

SÃO CAETANO: Helton Leite, Alex Reinaldo, Sandoval, Max e Bruno Recife; Vinicius Kiss, Esley (Ferreira) e Chiquinho; Diego Rosa (Rafael Costa), Ermínio (Paulo Vinicius) e Marlon.
Técnico Pintado